CI&T conecta startups do Cubo Itaú com projetos de grandes marcas

232
[tempo para leitura: 2 minutos]

A CI&T, multinacional brasileira especializada em transformação digital, mantém um “Centro de Design Estratégico”no Cubo Itaú, hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico criado pelo Itaú Unibanco e Redpoint eventures. Nele, as startups residentes tem acesso à mentoria, à ferramentas Lean (ou enxuto, processo focado no cliente que simplifica tarefas e elimina desperdícios, reduzindo o tempo de entrega e aumentando a efetividade da empresa), e metodologias como design thinking, design sprint, analytics e marketing digital.

Este ano, CI&T está desenvolvendo projetos de transformação digital de empresas globais, como Coca-Cola, Itaú, Raízen, Cielo dentre outras, e iniciou um processo para identificar inovações entre as 205 startups do Cubo, a fim de criar uma ponte entre as startups e as necessidades de grandes marcas, imersas em processos de transformação digital.

“O Cubo é um ecossistema de inovação, onde há startups desenvolvedoras de soluções com potencial de escala e já testadas no mercado. Queremos apoiar essas startups para que tenham sucesso em seus negócios disruptivos, enquanto encontramos oportunidades para inseri-las nos projetos de transformação digital de grandes marcas, atendidas pela CI&T”, disse Marcelo Trevisani, CMO da CI&T. “Fizemos um mapeamento para entender potenciais inovações e seus mercados, e constatamos soluções para as áreas de big data, fintechs, educação, recursos humanos, saúde, e-commerce, inteligência artificial, marketing digital, mobilidade, entre outras, inclusive de impacto social”, completou.

Outra iniciativa da CI&T será a realização de eventos exclusivos às startups do Cubo, durante o ano. A agenda de eventos vai incluir debates de temas voltados às áreas de tecnologia, marketing, experience management, transformação digital, analytics, business e RH.

“As perspectivas da parceria com a CI&T são enormes para 2019, já que enxergamos muitas sinergias entre os nossos produtos voltados para Employee Experience e os projetos de transformação digital da CI&T, em especial em um contexto de desafios das organizações em medir, entender e otimizar a experiência de seus colaboradores frente às mudanças culturais e organizacionais”, disse Frederico Lacerda, CEO e co-fundador da Pin People, startup que utiliza psicologia organizacional, tecnologia e inteligência artificial para ajudar empresas a medir e melhorar a experiência dos seus colaboradores a partir de diversas soluções de RH.

A co-fundadora da Talent Academy, Renata Betti, ressalta a meta da startup em buscar revolucionar a gestão de pessoas dentro das corporações, centrada no propósito individual de cada colaborador: “Neste momento, estamos desenvolvendo um produto escalável, que pode ser aplicado em qualquer tipo de empresa ou setor, e contamos com a expertise da companhia para nos guiar e evitar erros desnecessários. Ter o apoio de uma empresa que já tem anos de conhecimento na área de tecnologia e service design nos traz muita segurança”.

Para promover a transformação digital de grandes empresas, a CI&T utiliza o pensamento Lean aliado ao design para entregas exponenciais. A filosofia é aplicada com ferramentas de design, analytics e marketing digital.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta