Empresas utilizam QR Codes para agilizar pagamentos

858
[tempo para leitura: 2 minutos]

O Mercado Pago, fintech do grupo Mercado Livre, firmou parceria com a rede de quiosques Nutty Bavarian para oferta de pagamento instantâneo pelo celular por meio da tecnologia de QR Code. O acordo prevê a oferta desse modelo de pagamento entre os franqueados da rede localizados em shoppings, aeroportos, terminais rodoviários, pontos turísticos e eventos.

O QR Code é uma solução que diminui a quantidade de intermediadores entre empresa e cliente, atuando na redução dos custos do lojista bem como no incremento das vendas ao oferecer um meio de pagamento simples e ágil pelo celular. Para o consumidor, o modelo permite ainda oferecer descontos nos estabelecimentos comerciais.

“A parceria com a Nutty Bavarian chega para impulsionar o uso do Código QR em locais com alta movimentação de consumidores, e que demandam facilidade e rapidez nas transações. Em nossos planos está a expansão da tecnologia para outros segmentos da economia como farmácias, estacionamentos e supermercados, por exemplo”, afirmou Tulio Oliveira, diretor do Mercado Pago no Brasil.

Hoje a fintech possui uma rede com 50 mil estabelecimentos cadastrados no Brasil, e um universo de 15 milhões de usuários dos aplicativos Mercado Livre e Mercado Pago aptos a fazer esse tipo de pagamento. Com 20 anos de mercado, a Nutty Bavarian possui mais de 130 quiosques espalhados por todo país.

Outras empresas também vem utilizando a tecnologia. A Calvin Klein Jeans, adotou o QR Code para receber pagamento feitos com bitcoin. O sistema foi desenvolvido pela Foxbit em parceria com a Cloudwalk, e cria uma ordem de venda automática dos bitcoins assim que a operação acontece em loja, em um processo com menos de um minuto de duração. O pagamento utiliza a mesma máquina POS das operações com crédito e débito. A diferença é que quando a operação é realizada com bitcoin, não há custo de adquirência, bandeira ou banco.

A Matera criou um aplicativo para pagamentos móveis via QR Code que dispensa a conexão com internet ou bluetooth. Nele, o consumidor gera um QR Code dinâmico que é lido por um scanner ou pela câmera de um smartphone do estabelecimento comercial. Assim, apenas o sistema do lojista precisa estar conectado à internet, mas o celular do comprador, não. O sistema é usado no momento por 200 mil usuários finais.

A Livelo e a Cielo firmaram parceria para utilizar um sistema de QR Code para resgatar pontos do aplicativo Livelo nas máquinas Cielo em lojas físicas. Marcelino Cruz, diretor de Relações Comerciais da Livelo, acredita que o formato aumenta a capilaridade do sistema e traz segurança, já que a transação é autenticada, por meio de senha ou biometria do próprio usuário. “A capilaridade de utilização dessa funcionalidade está diretamente ligada ao quão democrática ela é. Escolhemos a tecnologia de QR Code das máquinas da Cielo justamente por ser abrangente e não limitar a utilização apenas a celulares mais novos, sendo que, basta ser um celular com câmera para que a transação seja concluída”, afirmou Cruz.

O estabelecimento não precisa pagar para aceitar pontos Livelo. Os pontos serão convertidos apenas para os clientes e o lojista continuará recebendo o valor acordado com a Cielo. O processo é mais rápido porque não exige a inserção do cartão na máquina.

O Banco Original firmou parceria com a PicPay, no qual foi criado um cartão de crédito digital que usa QR Code para fazer pagamentos ou transferência entre os participantes da carteira digital do aplicativo de pagamento, a partir das contas correntes do banco.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta