Via Varejo planeja expansão da linha de móveis planejados

282
[tempo para leitura: 2 minutos]

A Via Varejo planeja estender o seu portfólio por meio da ampliação da linha de móveis planejados neste ano. Em meados no ano passado, a empresa possuía 97 lojas com a proposta de móveis planejados expostos aos consumidores. Hoje já são 162 unidades e a intenção é ampliar a oferta para fora das regiões Sul e Sudeste, sempre focando nos públicos das classes B e C.

“O primeiro motivo que nos estimulou para ampliar a atuação na categoria de móveis planejados foi o potencial desse mercado. O segundo ponto importante dentro desse movimento é atender ao cliente que deseja personalizar”, disse Felipe Schwartsman, gerente de móveis planejados da Via Varejo.

O preço dos projetos varia de acordo com o material e acabamento e não com o cômodo escolhido. A maior demanda é por cozinhas. “Avaliamos que podemos crescer neste setor, pois identificamos que muitos clientes que procuram planejados esbarram no preço e confiabilidade dos canais de venda disponíveis no mercado”, afirmou Schwartsman.

A capacidade de negociação é uma das vantagens da companhia sobre a concorrência. . “Temos uma negociação muito boa com o fornecedor em virtude do volume solicitado. Por ser uma parceria de anos, o preço é outro fator que passa a ser mais competitivo”. O tíquete médio dessa categoria é de R$ 5 mi e são oferecidas condições facilitadas de pagamento, o que torna a linha mais vantajosa comercialmente para a Via Varejo do que a linha de móveis seriados.

O prazo de entrega é convencionalmente de 50 dias corridos, mas em alguns casos ele pode ser reduzido para 35 dias. “Quanto mais expandimos essa linha de móveis planejados, a tendência é que essa logística fique melhor, também com processos mais eficientes”, esclareceu o executivo. Este prazo pode ser uma grande vantagem competitiva, já que ele pode chegar a 90 dias na concorrência, dependendo da região de destino dos itens.

A estratégia pode ajudar a reduzir o acúmulo de mercadorias nos estoques, já que os produtos são fabricados apenas sob demanda.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta