Google é a marca mais influente entre os brasileiros

188
[tempo para leitura: 2 minutos]

A sétima edição brasileira da pesquisa The Most Influential Brands feita pela Ipsos revela que o Google, mais uma vez, é a marca mais influente entre os brasileiros. Desde 2016, a gigante de Mountain View ocupa esse posto no estudo feito no país. Em seguida estão: Samsung (2º), Facebook (3º) e YouTube (4º). Os resultados mostram a força das empresas de tecnologia no Brasil.

O top 10 do estudo, que é realizado em 17 países, indica a boa avaliação das empresas de tecnologia pelo consumidor brasileiro, como vem ocorrendo nos últimos anos. Há mais três companhias com esse perfil no ranking divulgado ontem (28): YouTube (4º lugar), Microsoft (6º) e Netflix (9º). Completando a lista, estão quatro empresas de bens de consumo: Nestlé (5º), Colgate (7º), Johnson & Johnson (8º) e Omo (10º).

“Estar no top 10 quer dizer que a marca é muito influente. A tecnologia está mudando as nossas vidas, por isso não é surpresa ver tantas marcas do setor no ranking. A mudança nas posições não quer dizer que elas deixaram de fazer alguma coisa importante no ano, mas, sim, que outras também se destacaram”, afirma Alan Liberman, Head Latam de Marketing Strategy & Understanding na Ipsos.

A pesquisa “The Most Influential Brands” avalia as marcas e seu poder de influência no cotidiano e no comportamento dos consumidores. O estudo analisa também como o público classifica cada marca dentro de 57 atributos, medindo o impacto destas marcas na vida dos entrevistados, além de entender se fazem parte do cotidiano dos consumidores.

A pesquisa ajuda a compreender como cinco dimensões (Liderança & Inovação, Confiança, Presença, Responsabilidade Social e Engajamento) estão relacionadas com esta influência. Em 2018, o peso das dimensões foi: 32% para Liderança & Inovação, 30% Confiança, 17% Presença, 16% Responsabilidade Social e 4% Engajamento. “Liderança & Inovação e Confiança foram as dimensões mais relevantes, mostrando como os brasileiros são mais receptivos para novidades e tecnologias.

A crise global das instituições leva os consumidores a cobrar mais credibilidade e confiança das marcas. Já o Engajamento, que no estudo diz respeito às interações sociais com as marcas, ficou em 5º lugar. Mesmo com grande parte dos brasileiros nas redes sociais, este dado aponta que existem muitas oportunidades para o crescimento das empresas nessa dimensão”, ressalta Liberman

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta