Fintech Nubank cria rede social para engajar usuários

932
[tempo para leitura: 2 minutos]

A startup de serviços financeiros Nubank lançou a NuCommunity, uma rede social que tem como objetivo engajar mais usuários. Os clientes poderão utilizar a página para tirar dúvidas e receber informações sobre a companhia, mas a rede social é aberta e mesmo quem não utiliza os serviços da empresa pode se inscrever. Para interagir e fazer perguntas, o usuário precisa fazer um cadastro.

As pessoas mais engajadas na rede poderão acessar áreas exclusivas do site, testar primeiro novos produtos, ganharão brindes e experiências, além de ter acesso direto à equipe da fintech.

A rede social segue o caminho que vem sendo traçado pela empresa, com o lançamento do cartão de débito, opção de saque, além da oferta de empréstimos a clientes. As novidades são oferecidas primeiro a alguns clientes como teste e depois são estendidas a uma base maior. Os empréstimos pessoais foram oferecidos inicialmente a alguns clientes do cartão e da conta digital. O débito na conta já foi pedido por mais de um milhão de clientes, tendo sido lançado em dezembro. Meio milhão de clientes já recebeu o convite para usar a função. Mais de 20 milhões de pessoas já pediram o cartão da empresa, que conta hoje com 6 milhões de clientes.

O engajamento dos consumidores, que são embaixadores do Nubank, colabora fortemente para o grande crescimento da empresa, juntamente com os novos serviços. Em 2018, a startup fechou com prejuízo de 100,3 milhões de reais, 14% a menos que no ano anterior. A base de usuários quase dobrou no período, chegando a 5,9 milhões de clientes no cartão de crédito, um crescimento de 93%.

A conta digital da companhia, chamada NuConta, possui 4 milhões de clientes e registrou valor total de depósitos de 2,43 bilhões de reais. Desde o lançamento do débito, aproximadamente 1,4 milhão de pessoas aderiram ao serviço.

O Nubank é avaliado em 4 bilhões de dólares desde outubro de 2018, quando recebeu US$ 180 milhões em aportes de um grupo liderado pela gigante chinesa Tencent. A empresa é a maior fintech do Brasil.

Desde a sua criação, em 2013, a empresa já captou cerca de US$ 420 milhões em sete rodadas de investimento. Entre os investidores estão o Sequoia Capital e o Ribbit Capital, dois dos nomes do Vale do Silício, além do fundo latino Kaszek Ventures.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta