Neil Stern destaca a necessidade de inovação no foodservice

797
[tempo para leitura: 2 minutos]

A GS&Libbra realizou o FOODSERVICE EXECUTIVE SUMMIT, como forma de consolidar os aprendizados da 100ª edição do NRA Show. Uma das palestras foi de Neil Stern, sócio da consultoria McMillanDoolittle, que comentou o maior desafio do momento atual: “How to Maintain Relevancy in an Uncertain Future” (Como manter a relevância em um futuro incerto).

Stern destacou que as vendas em restaurantes nos EUA atingiram US$825 bilhões em 2018, um crescimento de 1,4%. Por outro lado, o gasto do consumidor com comida encolheu entre 12 e 13%.

A forma de consumir também mudou muito. Cerca de 59% dos pedidos realizados por jovens millennials são em delivery ou ‘para viagem’, ou seja, a maioria das refeições de restaurantes não são consumidas dentro dos estabelecimentos. Além disso, os pedidos digitais e o delivery cresceram 300 vezes mais rápido que o fluxo em restaurantes desde 2014.

O executivo trouxe os exemplos de inovação da Amazon, que impera em tecnologia e varejo. A gigante comprou a rede de supermercados de alimentos orgânicos Whoole Foods e foi além, integrando um serviço de delivery em apenas duas horas, a possibilidade de retirar as compras em um locker da companhia nos mais diversos endereços (pickup in store) e oferecendo benefícios para seu programa de fidelidade, o Amazon Prime.

“O varejo está passando por sua maior transformação na história. As regras estão mudando”, disse Stern.

Hoje, o varejo tem que oferecer o máximo de conveniência e facilidade para compra, oferecendo os preços mais baixos possíveis e trazendo uma experiência de compra incrível. Tudo isso para atender a um consumidor cada vez mais exigente. Para isso, os varejistas têm que ter operações mais eficientes e rentáveis, utilizar tecnologia para remover atritos da experiência de compra, eliminar pontos complexos, integrar todos os canais de compra, criando uma estratégia digital e omnichannel e muito mais…

A fim de oferecer uma ótima experiência para o consumidor, os restaurantes vêm focando na localização, o que já era feito antes, mas o que agora acontece de formas diferentes: por meio de locais que oferecem serviços e ambiente fora do comum e da integração com diferentes tipos de lojas, no chamado store in store. Exemplos disso são a Starbucks Roastery que será inaugurada em Chicago e oferece uma completa imersão no mundo do café, em um ambiente incrível ou o Eataly que reúne locais de venda de produtos de altíssima qualidade e restaurantes em um só endereço.

* Imagem divulgação

Deixe uma resposta