Renner realiza mudanças em sua divisão financeira, seguindo tendências do varejo

669
[tempo para leitura: < 1 minuto]

A rede varejista Renner deseja aprimorar seus cartões de loja. As mudanças devem ser realizadas a partir da instituição financeira da companhia, a Realize, que se tornou uma divisão independente há dois anos. Os serviços financeiros funcionam como o objetivo de adaptar as lojas à realidade do consumidor, conhecendo-o, fidelizando e aumentando as vendas.

A Realize gerou 97,7 milhões de reais de receita no primeiro trimestre, sendo responsável por 20% do lucro da Renner. No ano passado, a divisão gerou 914 milhões de reais, um crescimento de 11,2% sobre 2017.

O cartão da varejista é mais antigo, tendo surgido em 1973, sendo um dos primeiros cartões de loja do Brasil. Sua receita é pequena quando analisado o total da companhia, que administra além da Renner, a Camicado e a YouCom. As vendas de produtos geraram 1,6 bilhão de reais de receita no primeiro trimestre, um crescimento de 18% em relação a 2018.

“A Realize nos dá mais agilidade para reinventar os produtos e ofertar soluções mais aderentes”, disse Laurence Gomes, diretor financeiro da Renner.

A empresa irá ter acesso a uma quantidade maior de dados dos clientes. Ela possui uma base de 31 milhões de consumidores, com muitas informações para analisar.

“Temos uma visão única do cliente e de sua jornada de compra tanto no digital quanto nas lojas físicas. Podemos obter informações a partir do tratamento desses dados”, contou Gomes.

Entre as mudanças, a companhia irá lançar uma nova plataforma, um cartão que realiza os pagamentos por aproximação, um novo portfólio de seguros e uma nova plataforma de renegociação de dívidas, com a qual a taxa de sucesso das negociações cresceu 30%.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta