O varejo é simples! E por que complicá-lo?

2442
[tempo para leitura: 2 minutos]

O título deste artigo é uma provocação e retrata o sentimento de muitos que vivem o varejo. Principalmente aqueles que estão sem rumo definido. Ainda no campo conceitual, vale ressaltar um dos princípios mais famosos no varejo: “varejo é detalhe”.

Neste sentido listo cinco pontos que contribuem nesta direção:

Ponto 1: Defina metas claras e factíveis
Todas as áreas da companhia têm que gravitar em torno de metas claras e factíveis. A grande vantagem de grandes empresas sobre as pequenas é o foco constante em resultados por meio do planejamento, responsabilidades claras e, por fim, acompanhamento e cobrança.

Ponto 2: Estabeleça rotinas no planejamento
Planejar com cada área todas as variáveis que influenciam no resultado da empresa é essencial e chave para garantir o sucesso do que foi planejado. Destaque para áreas de:

  • Produtos (estilo + compras): vendas, margens brutas, coberturas de estoques e verbas para compras.
  • Lojas: vendas, conversão de clientes, peças por atendimento e inventário.
  • Administrativo / financeiro: despesas e orçamento.

Ponto 3: Tenha responsabilidades claras
Por mais estranho que isso possa parecer, não pode haver mais de um responsável por cada área da companhia. A avaliação de cada executivo tem que ser baseada em suas metas previamente estabelecidas.

Ponto 4: Não desperdice palavras ao vento
A enorme quantidade de conversas sem foco que acontecem no cotidiano é uma enorme perda de tempo e esforço. São muitas palavras ao vento e quase nada se anota.

Ponto 5: Mantenha os ritos
Esse ponto é um dos mais relevantes para acabar com os problemas de comunicação. O bom ritual é suportado por: a) relatórios/ kpis e b) reuniões planejadas.

  1. Relatórios e kpis:
  • Poucos – Lembre-se: o varejo é simples!
  • Devem ser gerenciais e não contábeis;
  • Devem caber numa tela ou no máximo duas páginas;
  • Arredondamentos sempre – Pense grande.

2. Reuniões planejadas:

  • Sempre no mesmo dia da semana e horário;Evite reuniões muito longas (maiores que 2 horas) e defina horário de início e fim da reunião;
  • Para decidir nunca convoque mais de 8 pessoas;
  • Não deixe de fora pessoas importantes para a execução – saia do tático para o operacional;
  • Sem smartphones – óbvio, porém sempre difícil. Aqui o exemplo tem que vir de cima;
  • Formalize sempre.

Para aqueles que ainda carecem de um pouco mais de disciplina, mãos à obra! E para aqueles que já superaram isso, a hora é de trabalhar.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta