Confiança do comércio cai 1,4% em julho

168
[tempo para leitura: 1 minuto]

O IFECAP (Índice de Confiança do Comércio) registrou queda de 1,4% em julho, atingindo 125,71 pontos na série com ajuste sazonal. O futuro cenário brasileiro é o maior responsável pela reavaliação dos empresários em relação ao comércio. O IFECAP Futuro caiu 3,5% em relação ao mês de junho.

O dado que registra a confiança do empresário no momento atual, o Índice Geral do Momento Atual, aumentou 0,6% em relação ao mês de junho. O Índice Momento Atual dos Negócios teve oscilação negativa de 3,4% em relação a julho de 2018. Já o Momento Atual das Vendas e a Situação Geral dos Negócios, cresceram 1,1% e 2,2%, respectivamente. Em relação às Encomendas, a variação foi negativa, houve queda de 1,5%.

O Índice Futuro registrou 150,88 pontos na série com ajuste sazonal e por mais um mês apresentou variação negativa. Em julho, o recuo foi de 3,5% em relação ao mês anterior. O resultado mostra que os empresários do comércio continuam refazendo seus cálculos em relação às expectativas futuras de vendas e de encomendas. Na série sem ajuste sazonal, o indicador está com 152,16 pontos. Esse número foi 11% superior ao verificado em 2018.

Os números apontam ainda que o momento atual dos negócios de julho foi pior do que o aferido no mesmo mês do ano anterior, com variação negativa de 3,4%. O Índice Futuro, por sua vez, sofreu queda em julho, mas segue acima dos verificados nos últimos anos. Nesse mês, a maior recaída foi nas Expectativas de Vendas Futuras que recuou 6%. As Expectativas de Encomendas Futuras também recuaram, mas em apenas 0,4%.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta