Varejo da Alemanha tem melhor resultado em 13 anos

151
[tempo para leitura: 1 minuto]

As vendas no varejo da Alemanha subiram mais que o esperado em junho, registrando o maior aumento mensal em mais de 13 anos. Este desempenho oferece um alívio em meio a esperança de que os gastos das famílias estimulem a maior economia da Europa.

A economia alemã tem contado com o consumo privado e as construções para o crescimento, um ciclo apoiado por um mercado de trabalho sólido, taxas de juros baixas e aumentos dos salários. No entanto, a produção econômica deverá encolher no segundo trimestre.

Em um sinal de que a economia encerrou o período entre abril e junho em um patamar mais forte, as vendas no varejo subiram 3,5% no mês em termos reais após uma queda revisada de 1,7% no mês anterior, de acordo com dados do Departamento Federal de Estatísticas.

Este foi o maior aumento mensal desde dezembro de 2006 e superou facilmente a expectativa em pesquisa da Reuters de 0,5%.

No ano, as vendas no varejo caíram 1,6% em junho, após uma alta revisada de 3,8% no mês anterior, mostraram os dados. As vendas no varejo são um indicador volátil, muitas vezes sujeito à revisão.

No primeiro semestre do ano, as vendas no varejo aumentaram 2,2% sobre o ano anterior em termos reais e 2,9% em termos nominais, mostraram os dados. O aumento foi impulsionado por ganhos acentuados no varejo online.

Os dados surgem depois que uma pesquisa mostrou que a confiança dos consumidores alemães piorou pelo terceiro mês consecutivo em agosto, à medida que a crise econômica global, as disputas comerciais e a incerteza sobre o Brexit alimentam os temores dos trabalhadores de perder seus empregos e renda.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta