Capitalismo consciente pode mudar a sociedade

289
[tempo para leitura: 2 minutos]

A prática e os pilares no mundo de negócios podem melhorar a qualidade de vida e a sociedade como um todo. Baseado nessas premissas, a partir de um estudo acadêmico conduzido por Raj Sisodia, Jaf Shereth e David Wolf, nos Estados Unidos, surgiu a ideia do Capitalismo Consciente. Hugo Bethlem, diretor geral do Capitalismo Consciente Brasil, abordará a temática no 10º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios.

No Brasil, o movimento realiza diversos modelos de eventos (palestras, cursos, workshops, in companies, cafés da manhã, jantares, entre outros) e publica materiais (livros e informações on-line: site, redes sociais, e-mail marketing). A prática do Capitalismo Consciente é baseada em quatro princípios: Propósito Maior, Cultura Consciente, Liderança Consciente e Orientação para Stakeholders.

Para o movimento, o propósito de uma empresa deve ser muito mais do que simplesmente gerar lucros: é a causa pela qual a empresa existe. Já a Cultura consciente diz respeito à incorporação dos valores, princípios e práticas subjacentes ao tecido social de uma empresa. Dessa forma, os são responsáveis por servir ao propósito da organização criando valor para todos os seus stakeholders e cultivando uma Cultura Consciente de confiança e cuidado. Por fim, Um negócio deve gerar diferentes valores para todas as partes interessadas, os chamados stakeholders.

Hugo Bethlem é conselheiro de Empresas Senior Retail Advisor Accenture e conselheiro independente do IDV. Tem mais de 35 anos de experiência como executivo sênior de varejo em empresas como Carrefour, Jerónimo Martins, Dicico e GPA. Já foi eleito o executivo Financeiro do Ano 1991 – IBEF SP. É formado em Administração de Empresas e Ciências Contábeis com especialização em gestão de negocios, Liderança e Conselhos de Administração.

O 10º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios acontece nos dias 1 e 2 de outubro, no Teatro Santander, em São Paulo. Em nove edições, já recebeu mais de 9 mil executivos, dentre CEO’s, diretores e gerentes, de 2 mil empresas, incluindo as maiores redes de franquias e negócios do país.  Os debates serão conduzidos por lideranças de destaque como Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza; Marcelo Bertini, presidente do Cinemark; Chieko Aoki, presidente da rede Blue Tree Hotels; Caito Maia, fundador e presidente da Chilli Beans, entre outros.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta