Empresas transformam modelo de negócios e revolucionam mercado

778
[tempo para leitura: 3 minutos]

O consumidor mudou. Nesse mesmo movimento uma nova geração de negócios surgiu e tem revolucionado o mercado. A dinâmica empresarial sofreu modificações em diversas áreas. Para discutir a temática, o 10º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios traz o painel “A transformação do modelo de negócios – Diversificação e Reinvenção dos Modelos Tradicionais”.

O evento convidou Felipe Dellacqua, vice-presidente de vendas da VTEX; Guilherme Nóbrega, diretor e cofundador da Gocase; e Stéphane Engelhard, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil.

“As empresas tradicionais têm de se reinventar para não perderem espaço. O painel visa compreender como essas novas empresas têm entendido o consumidor e quebrado paradigmas do mercado por meio da tecnologia e da simplificação de processos, quebra de burocracias e um entendimento mais profundo do que é a colaboração entre consumidores e fornecedores de produtos ou serviços”, explica Cláudia Bittencourt, diretora-geral do Grupo BITTENCOURT.

A Gocase surgiu como uma empresa que produzia capinhas para celular com qualidade e criatividade. Transformou-se em uma startup que busca mudar a maneira como os gadgets são vistos e percebidos, transformando-os em novos conceitos que combinem com o estilo de vida dos clientes, com inspiração nas últimas tendências de moda e design.

Criada em Fortaleza (CE), atualmente possui escritórios também na Holanda e na China. “A empresa coloca o consumidor no centro, atendendo sua necessidade de se sentir único e exclusivo. Todo o modelo de negócios é voltado para esse propósito”, destaca Cláudia Bittencourt.

O Brasil tem a segunda maior operação do Carrefour no mundo, atrás apenas da França. A empresa tem obtido bons resultados, como por exemplo, o lucro líquido ajustado de R$ 419 milhões no segundo trimestre. Grande parte desse êxito vem de transformações como o a aceleração do ecossistema omnicanal da marca. Houve crescimento de 70% no GMV (volume bruto de mercadoria) no 1º semestre – ante 7% no mesmo período do ano anterior.

A rede aumentou em cinco vezes as vendas do e-commerce alimentar no segundo trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018, impulsionado pela melhora nos serviços retire de Carro, side-stores e entrega expressa. Investiu ainda em novos pontos de contato para conectar clientes ao ecossistema, com inauguração de novas lojas Atacadão, parceria de entrega de alimentos online com a Rappi. Além disso, implementou parcerias para aumentar a proposta de valor com outras redes como Magazine Luiza e Swift.

“Apesar do tempo de mercado, o Carrefour se reinventa constantemente para se manter relevante para o consumidor. São muitos os novos formatos que estão sendo explorados pela rede, cada um com seu propósito para atender novos públicos e mercados – Hiper, Bairro, Express, Market, Drogaria, Posto e Atacadão além dos negócios online e também as campanhas voltadas para o comportamento mais consciente do consumidor como o Act for Food, que pretende fazer o que eles chamam de “transição alimentar da população”. Ou seja, levar informação, alimentação saudável e preços acessíveis”, explica Cláudia.

A VTEX é uma multinacional brasileira que acelera a transformação de corporações de todo o mundo, proporcionando uma plataforma de comércio unificado. Já desenvolveu soluções como o VtexShopping Ads Powered by Google, que permite automatizar a criação de contas e o gerenciamento de campanha de Google Shopping diretamente na plataforma de e-commerce.

“A marca tem apoiado inúmeras empresas a fazerem a transformação nos negócios por meio da unificação das experiências de compra em uma única plataforma. Desde a gestão dos estoques, ao acompanhamento das vendas nas lojas físicas, e também ao relacionamento com o consumidor. É um parceiro do Fórum que efetivamente tem feito a diferença para as empresas em que atua”, destaca Cláudia Bittencourt.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta