Target abre 100ª loja Express e reinaugura 500ª unidade

581
[tempo para leitura: 3 minutos]

A Target anunciou a abertura de sua 100ª unidade em formato Express. A companhia também terminou de remodelar sua 500ª loja desde que lançou um plano de investimento de US$ 7 bilhões em 2017.

De acordo com o plano, a empresa está investindo dinheiro na instalação de pequenas unidades em grandes áreas metropolitanas, como Nova York, e em campi universitários, como a Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill. A Target também está reformando suas lojas de formatos maiores com nova iluminação, piso e mudanças no design de suas áreas de mercearia. A empresa está provando como as inaugurações e renovações estão dando resultado.

“Achamos que o diferencial será na experiência na loja”, disse John Mulligan, diretor de operações em entrevista. “Até hoje, cerca de 90% do varejo ainda é feito nas lojas. A loja física não está indo embora.”

A Target disse que ainda está no ritmo para abrir 30 lojas de pequeno formato em todo o país a cada ano. Mulligan disse que ainda vê espaço para crescer em áreas como Nova York, Los Angeles e Chicago. A empresa também espera concluir 300 remodelações de lojas em 2020, colocando-a no caminho de remodelar pelo menos 1.000 unidades de sua rede com mais de 1.800.

Segundo Mulligan, a Target está aprendendo.

Certa vez, a empresa tentou fechar uma loja inteira para reforma, mas descobriu que os compradores preferiam comprar ao redor da construção, disse ele. Agora, a Target mantém as lojas abertas enquanto as remodela, o que leva aproximadamente três meses por loja. Mulligan disse que a Target conseguiu reduzir pela metade a “interrupção nas vendas” que acontecem durante as reformas. E as vendas aumentam de 2% a 4% por loja no primeiro ano após a conclusão da remodelação, de acordo com a Target.

Com suas lojas de pequeno formato – que podem ter até 15.000 pés quadrados, com a média sendo 40.000 pés quadrados, ou um terço de uma loja de tamanho normal -, Mulligan disse que a Target está aprendendo a melhorar a curadoria de mercadorias específicas para cada local. E está levando essas técnicas de merchandising para suas outras lojas, disse. “Estamos focando mais.”

A Target também disse que suas lojas de formato menor são duas vezes mais produtivas que as lojas maiores.

Os ganhos da Target nesta semana provaram que a varejista está fazendo algo certo.

As vendas nas lojas da rede abertas há pelo menos 12 meses e em seu site aumentaram 3,4%. O tráfego aumentou 2,4% . Isso acontece em um momento que outros varejistas estão sofrendo com a queda nas vendas em lojas físicas.

“Uma das coisas que mais se destaca é a saúde de nossos ativos e o desempenho de nossas lojas”, disse o CEO da companhia, Brian Cornell. “Nosso público-alvo nos frequenta com mais frequência – compra mais categorias. Ele está gostando das mudanças que fizemos na experiência da loja.”

Nas unidades maiores e nas menores, a Target está fazendo com que cada departamento pareça mais uma boutique ou uma loja dentro de uma loja. Os corredores de beleza imitam uma Sephora, por exemplo. O espaço da eletrônica parece uma Best Buy. É possível até confundir a área de brinquedos com uma Toys R Us em seu auge. E as áreas de roupas, para adultos e crianças, têm mais manequins enfeitados com roupas da Target, organizadas por marca, para parecerem mini lojas de roupas.

Analistas dizem que a Target é mais atraente para os consumidores hoje em dia porque serve como um destino confiável para compras, maquiagem, material de limpeza, lanches e tudo mais. A empresa é indiscutivelmente mais “à prova de recessão” por causa disso também, uma vez que vende produtos de necessidade, não apenas itens aleatórios. Também está claramente investindo em tijolos e argamassa em um momento em que outras empresas não estão. Milhares de lojas de outros varejistas ainda estão fechando.

“Isso realmente fala sobre aquilo em que a Target é boa … precisamos trazer novidade”, disse Mulligan.

Ao abrir novas lojas e reformar as antigas, a Target está tentando aperfeiçoar sua cadeia de suprimentos para atender pedidos online na parte de trás das lojas e oferecer opções como retirada na calçada. A Target disse que durante o último trimestre, em que usou seus serviços de entrega no mesmo dia, incluindo calçada e retirada em loja, quase dobrou suas vendas em relação ao ano anterior, representando cerca de 75% de seu crescimento digital.

“Isso mostra que investimentos contínuos em novos produtos, reforma de lojas e atendimento dão frutos. O mercado claramente está recompensando a Target … por seu recente sucesso “, disse Christopher Mandeville, analista da Jefferies.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta