“As empresas que pensam no mundo têm um negócio para o amanhã”

278
[tempo para leitura: 2 minutos]

O mundo dos negócios está passando por transformações. O varejo geralmente é o primeiro a ser impactado com as transformações. Segundo a Standard and Poors, 75% das empresas listadas no TOP 500 vão sair da lista nos próximos 15 anos. O LATAM Retail Show abriu espaço para uma discussão maior, que falou sobre as transformações do negócio e do mundo.

“Buscamos inspirar o público. As transformações podem ocorrer em quatro momentos: operacionais, incremental (core business), disruptivo e do mundo. As empresas que pensam no mundo têm um negócio para o amanhã. São lideradas por pessoas com propósito e que pensam no coletivo”, destacou Jean Paul Rebetez, sócio-diretor da GS& Consult, mediador da discussão.

No Brasil, a trajetória da família de Alexandre Ostrowiecki, CEO da Multilaser, começou após a vinda dos avós para o país, fugindo do holocausto. Seu pai foi o primeiro a ser formar e fundou a empresa, em 1987 – inicialmente um empresa de impressoras. Alexandre teve de assumir a empresa em 2003, após o desaparecimento do pai. A partir da tragédia familiar, iniciou uma revolução.

Após diversificar os produtos, a Multilaser passou a fabricá-los. Para fabricar memória para produtos precisou ir a Malásia e convencer engenheiros a vir ao país. Até hoje a marca é a única a produzir tais produtos no Brasil. O sucesso empresarial motivou a pensar em mais para o país. Desde 2013, ele administra o site Ranking dos Políticos, que analisa o Congresso de acordo com diferentes critérios. O ranking tem 2,5 milhões de seguidores e busca ajudar o eleitor.

“O principal guia da transformação são as pessoas”. Assim Alexandre Canatella, diretor de Negócios Digitais do Carrefour e CEO do Cyber Cook, iniciou sua palestra. Após ter sua empresa adquirida pelo Carrefour, Canatalle liderando a transformação da companhia no digital. Sua trajetória, porém, começou 22 anos antes. O Cyber Cook foi pensado para reproduzir um caderno de receitas em uma nova plataforma buscando transformar vidas através de refeições.

Acreditando no poder de transformação da alimentação, juntou seu ideal ao do Carrefour – de liderar a transição alimentar. Disponibilizou pelo app da rede formas para calcular custos de receitas feitas em casa, oferecer transparência sobre produtos e ajudar no custo/benefício. O CyberCook saiu da o físico para o digital por marca própria – no qual a embalagem conversa sobre as aplicações do produto. A missão que assume é acompanhar a transição para oferecer serviços e soluções para consumo consciente.

Alcione Albanesi passou a empreender aos 17 anos em uma confecção. Comprou uma loja em Santa Efigênia.  Em uma feira internacional, viu o preço competitivo de lâmpadas chinesas e decidiu ir sozinha ao país conhecer a tecnologia, em 1992. Comprou mercadorias, mas perdeu todo o dinheiro por não funcionarem. Voltou ao país e descobriu as lâmpadas econômicas. Passou a comercializar, venceu as multinacionais e, em 2014, inaugurou a primeira fábrica de lâmpadas de LED no país e venceu as multinacionais.

Após viajar ao sertão nordestino, sua forma de ver o mundo mudou. Iniciou os trabalhos da ONG ONG Amigos do Bem em 1993. Em 2014, vendeu 80% de sua parte na empresa para dedicar-se exclusivamente a instituição. A entidade ajuda a vida de mais de 13 mil famílias nos estados de Alagoas, Ceará e Pernambuco. São mais de 75 mil pessoas atendidas, em diversas ações realizadas ao longo do ano.

* Foto: Terassan Fotografia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui