“Trabalhamos na inovação do espírito de servir, com o fortalecimento dos valores”

1064
[tempo para leitura: 3 minutos]

A Blue Tree Hotels é uma das cinco maiores redes do segmento no país em termos de faturamento. Referência pelo acolhimento personalizado, elegância e estilo próprio, o Blue Tree é associado diretamente a sua fundadora: Chieko Aoki.

Ela é uma das palestrantes do painel “Todo poder a elas”, no 10º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios. Ao lado de Renata Moraes, vice-presidente do Grupo CRM, Aoki contará um pouco sobre os ingredientes para o sucesso da marca e a habilidade feminina nos negócios. Confira um bate-papo exclusivo com a dama da hotelaria brasileira:

[M&C] Quais benefícios as mulheres trazem ao mundo dos negócios?
Chieko Aoki: Nós gostamos de compartilhar ideias, além de unir e incluir vivências para somar com o mercado de trabalho. Muitas mulheres apreciam fazer mentorias e se desenvolver, ou seja, colaboram com a coletividade e assim, uma auxilia à outra. Somos curiosas por natureza, questionamos o “por que” para entender a raiz e as sutilezas dos fatos. Isso faz parte do jeito feminino de não aceitar as coisas como são apresentadas.

Dizem que as mulheres não gostam de números e tecnologia. É fato que nós temos grande preocupação com a humanidade nos negócios, mas é certo, também, focar no resultado como  reconhecimento da competência e qualificação. Nós utilizamos os benefícios da tecnologia e os resultados financeiros, que são imprescindíveis para as empresas. Porém, acrescentamos, em primeiro lugar, o fator humano.

Como a cultura da inovação é trabalhada na rede de hotéis?
Nosso foco é a cultura de serviços e atendimento ao cliente. Trabalhamos na inovação do espírito de servir, com o fortalecimento dos valores.

A inovação tecnológica facilita e agiliza a viabilizar ações da nossa equipe, além da atuação humana e o bem-cuidar das pessoas. Utilizamos a tecnologia nos sistemas de reservas, segurança, ações preventivas para a melhoria do atendimento, controle das atividades, identificação das preferências dos clientes, avaliação de hospedagem, entre outras funções.

A transformação é o tema central do fórum. Por quais transformações a rede Blue Tree vem passando para continuar sendo relevante em seu segmento?
Com a tecnologia, a indústria hoteleira passa por transformações revolucionárias. Os novos sistemas de reservas, como o Airbnb, trouxeram mudanças na mentalidade do consumidor. Antes, as viagens de lazer eram mais dependentes da expertise dos agentes de viagens – que são extremamente necessários, principalmente, em viagens personalizadas e corporativas. Hoje, porém, os viajantes também conseguem buscar novos destinos, dicas em sites, redes sociais e blogs. Tudo isso, em um clique de distância.

A tecnologia ajuda na coordenação dos serviços que devemos fazer, mas a aplicação do bem-cuidar é sempre humano. Precisamos de uma transformação interna, como o aprofundamento  da capacidade de valorizar o tempo das pessoas e a compreensão das emoções. As mulheres têm percepção das sensações e trabalham muito bem essas habilidades.

Você coloca o “bem cuidar” como uma prioridade na rede Blue Tree. A forma de cuidar dos clientes também passará por transformações nos próximos anos?
O bem-cuidar é nosso propósito ou ikigai. Desejamos colaborar para uma sensação de bem-estar e tranquilidade, além de proporcionar paz no convívio. Queremos que as pessoas sintam, valorizem e multipliquem este sentimento. Hoje, a nossa vida é mais fácil e prática. Entretanto, cresce o número de pessoas com sintomas de ansiedade, depressão e baixa autoestima. Elas acreditam que a tecnologia irá entregar a felicidade. De fato, pode até provocar a sensação de alegria temporária, mas a “felicidade” vem do fator humano.

Acredito que a maneira de cuidar passará por transformações, já que está interligada com as expectativas e costumes humanos, mas, a essência de se sentir amparado, prestigiado e cuidado, não mudará. Desta forma, esperamos que todas as pessoas que passam pelos nossos hotéis, saiam melhores do que quando entraram.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta