Transformação do negócio e do mundo!

1450
[tempo para leitura: 2 minutos]

O que realmente significa transformação do negócio?

Nada melhor do que exemplificar em números o que significa transformação do negócio.

Para se ter a dimensão correta sobre o assunto, a S&P (Standard&Poor’s) fez um estudo representando o impacto da transformação da sociedade nos negócios. Segundo o estudo, nada menos que 75% das empresas listadas entre as 500 mais poderosas do planeta sairão desta lista nos próximos 15 anos!

Nada menos do que uma a cada três anos deixará a lista das mais importantes nos próximos cinco anos!

Imagine um mundo onde a longevidade média destas empresas listadas será de apenas 12 anos! Quando nasci, e olha já faz um tempinho (1964), elas permaneciam listadas por 33 anos!

Não surpreende que este estudo identificou o varejo como o segmento mais afetado por essas transformações, seguido de perto pelos serviços financeiros, saúde, energia e viagens.

Fica claro que em gestão, transformação do negócio significa fundamentalmente como e com qual velocidade o negócio é conduzido.

Sem dúvida essa velocidade foi completamente catalisada pelo digital.

Os chamados unicórnios são prova disso, pois crescem anabolizados por muito tecnologia.

Enquanto isso, os executivos das empresas mais tradicionais se perguntam como acompanhar essa transformação.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo (reportagem de 23 de agosto de 2019), os executivos com baixo entendimento do “mindset” digital e suas aplicabilidades estão sendo substituídos nas grandes empresas.

Pelo nosso entendimento no Grupo GS& Gouvêa de Souza, existem basicamente quatro níveis de esforços diferentes em transformação do negócio:

  • OPERACIONAL: significa entregar o mesmo produto ou serviço mais rápido, melhor, mais barato, mais eficiente e mais conveniente.
    Porém, em um mundo em rápida mudança, jogar o mesmo jogo pode não ser mais suficiente.
  • INCREMENTAL: aprofundar a entrega em termos de serviços e experiências de forma mais completa e total possível. É o exemplo do NETFLIX, aluguel de vídeo via web, streaming e produção de conteúdo.
  • DISRUPTIVO: quando se muda a própria essência da empresa! O exemplo mais claro dessa transformação é o Google, que iniciou sua operação com um buscador e hoje em dia investe em carros autônomos… Esses são os negócios de hoje!
  • PROPÓSITO: o último estágio de transformação que entendemos é o de mundo, através do propósito. Empresas e pessoas que acreditam que só vai ficar bom mesmo quando estiver para todo mundo. Onde toda busca por inovação e eficiência só faz sentido se não perdemos o ser humano de vista! Companhias e pessoas que desafiam o “status quo” com vistas para o melhor para todos, essas, em nossa opinião, são aquelas que serão os negócios do amanhã!

Acreditamos na transformação do indivíduo, dos negócios e da sociedade, ajudamos diariamente empresas e negócios a evoluírem, somos influenciados e influenciamos TODOS a transformarem seus negócios e o mundo!

NOTA: A GS&Consult, unidade de consultoria do Grupo GS& Gouvêa de Souza, é expert em relações de consumo, varejo omnicanal e suas integrações estratégicas até a operação.

* Imagem reprodução

 

Deixe uma resposta