Setor de fidelização tem faturamento de R$ 3,7 bilhões no primeiro semestre de 2019

611
[tempo para leitura: < 1 minuto]

O faturamento das empresas de fidelidade cresceu 12,7% no primeiro semestre deste ano, atingindo R$ 3,7 bilhões. Os dados são da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF).

Ainda de acordo com o levantamento da entidade, o número de brasileiros cadastrados em programas de fidelidade cresceu 9,4%, chegando a 132 milhões de cadastros nos primeiros seis meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

“A quantidade de cadastros é apenas um dos indicadores do desenvolvimento desse mercado. Estamos assistindo uma evolução grande com a chegada dos programas a novos mercados, com o aumento de empresas interessadas em serem parceiras, investimentos em tecnologias que melhoram processos de emissão e de resgate de pontos/milhas, assim como a análise de dados que torna os programas mais eficientes e relevantes”, afirmou Roberto Chade, presidente da ABEMF.

No primeiro semestre de 2019 foram emitidas 149,7 bilhões de pontos, o que representa um aumento de 9,4%.  O total resgatado subiu 10,8%, passando de 117,0 bilhões para 129,7 bilhões nos primeiros seis meses deste ano.

O resgate de pontos para a emissão de passagens aéreas continua sendo uma das principais opções do consumidor brasileiro. Dos pontos e milhagens resgatados, 76,7% viraram bilhetes de avião, um percentual maior que o registrado no primeiro semestre de 2018. Os demais 23,3% foram para produtos e outros serviços.

Entre os destinos escolhidos para os bilhetes retirados por milhagem, Miami e Orlando, nos Estados Unidos, são os primeiros no ranking internacional de preferência, seguidos por Buenos Aires. A lista de destinos nacionais continua liderada por São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

A taxa de breakage, que mede a quantidade de pontos/milhas expirados no período caiu 2,3 pontos percentuais no comparativo anual, alcançando 17,3% no primeiro semestre de 2019.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta