Empresários do comércio estão otimistas com faturamento e realização de investimentos

405
[tempo para leitura: 2 minutos]

Empresários de vários setores estão otimistas quanto a um possível aumento no faturamento para os próximos meses. Mas o setor de Comércio se destaca, com crescimento de 16 pontos percentuais na expectativa de crescimento no terceiro trimestre deste ano em relação ao terceiro trimestre de 2018.

De acordo com os dados da Pesquisa Perspectiva Empresarial, realizada pela Boa Vista com cerca de mil empresários, o percentual de operadores do comércio que esperam faturar mais nos últimos meses de 2019 saltou de 42% para 58%.

O setor de Serviços também apresentou alta significativa, de 9 pontos percentuais, passando de 48% para 57% a quantidade de empresários que preveem aumento no faturamento para o final deste ano. Na Indústria, este percentual passou de 42% para 46%.

O comércio também é o setor mais otimista (55%) quanto à realização de novos investimentos no próprio negócio até o fim de 2019, seguido por Serviços (49%) e Indústria (46%). 46% dos empresários do Comércio e 45% de Serviços investirão esses novos recursos na contratação de pessoal e força de trabalho

Os setores de Comércio (57%) e Serviços (53%) também são os que mais investirão em novos produtos e serviços. Quanto à realização de investimento em tecnologia, os empresários de Serviços (54%) são os que esperam fazer mais aportes, seguidos pelo Comércio (51%) e pela Indústria (38%).

A pesquisa também avaliou as expectativas em relação à inadimplência. O setor mais otimista é o de Serviços, em que 35% dos empresários acreditam que haverá uma queda na inadimplência do negócio até o fim deste ano. Em 2018, eram 26%. 27% dos empresários da Indústria e do Comércio esperam que a inadimplência diminua, contra 23% e 24% no final do ano passado, respectivamente.

A expectativa para a diminuição do nível de endividamento no setor de Serviços passou de 34% para 41% na comparação entre o terceiro trimestre de 2019 e o de 2018. Os segmentos de Comércio e Indústria estão menos otimistas e a quantidade de empresários que acredita que o endividamento irá diminuir caiu. Hoje são contra 43% e 40% no terceiro trimestre de 2018, respectivamente.

A Indústria registra o maior crescimento de demanda por crédito, passando de 22% em 2018 para 31% no terceiro trimestre de 2019. No entanto, Comércio e Serviços são os que ainda demandarão mais crédito, segundo a pesquisa.

A pesquisa também aponta que 45% dos empresários do Comércio demandarão mais crédito para alavancar capital de giro da empresa. Já na Indústria e em Serviços o crédito será usado, principalmente, para realizar novos investimentos.

Como registrado no terceiro trimestre de 2018, empresários de todos os segmentos que pretendem contratar mais crédito em 2019 esperam pagar taxas de juros menores até o final deste ano.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta