Ikea procura comprar shopping centers como estratégia de expansão

729
[tempo para leitura: 2 minutos]

A Ikea supostamente está fortalecendo sua equipe especializada na busca de propriedades, à medida que procura adquirir shopping centers como parte de um programa de expansão.

A varejista sueca de móveis já recebeu novos funcionários em sua equipe de propriedades de toda a empresa e agora pretende comprar pelo menos um shopping center na Grande Londres, além de ter como alvo outros em todo o Reino Unido.

A Ikea disse que pretende capitalizar a diminuição das avaliações de muitos shopping centers, o que também permite que expanda sua presença para locais mais centrais.

Para Luiz Alberto Marinho, sócio-diretor da GS&Malls, a decisão é natural. “Empresas melhor posicionadas nesse processo de profunda transformação do varejo, como é o caso da Ikea, seguem enxergando valor nos shopping centers, em especial aqueles bem localizados. Nesse caso, a marca sueca quer aproveitar a oportunidade do real estate com preços mais baixos para expandir sua atuação e estar mais perto do consumidor, o que é crucial para a sua estratégia atual”, afirmou.

Além disso, a empresa abriu seu primeiro estúdio de planejamento de lojas em formatos menores na Tottenham Court Road, em Londres, no ano passado, como parte do programa de expansão. Em fevereiro deste ano, abriu uma filial deste estúdio em Greenwich.

A Ikea também vem trabalhando com várias autoridades locais do Reino Unido para começar a construir moradias simples e acessíveis por meio da empresa de desenvolvimento imobiliário BoKlok – da qual é uma das sócias.

No início deste mês, a empresa revelou que pode ser forçada a pagar uma fatura histórica de impostos no valor de milhões de euros, enquanto uma investigação de dois anos pela Comissão Europeia se aproxima de sua conclusão iminente.

A investigação da comissão pode levar a Inter Ikea, a operadora holandesa de negócios de franquias da Ikea, que registra a maior receita global de taxas de franquias, a ser forçada a pagar milhões de euros em impostos atrasados.

De acordo com o City AM, a investigação se concentrou nos negócios de franquia da Inter Ikea e surgiu depois que um relatório do parlamento da UE descobriu que a Ikea evitou pagar 1 bilhão de euros, ou 880 milhões de libras, durante um período de seis anos.

Com informações do site Retail Gazette
* Imagem reprodução

Deixe uma resposta