Fogo de Chão planeja remodelação de restaurantes e expansão no Brasil

237
[tempo para leitura: 2 minutos]

Embora a origem da rede de churrascarias Fogo de Chão esteja no Brasil, os Estados Unidos é o país onde a maioria das unidades da empresa estão localizadas. Por lá, são 40 restaurantes, contra oito aqui. Diante deste cenário, a companhia pretende retomar os investimentos em terras brasileiras.

Barry McGowan, diretor executivo da Fogo de Chão, disse: “Após 40 anos de história, temos uma marca relevante e sustentável espalhada pelo mundo. Continuamos a crescer em diversos países e estamos felizes em retornar ao Brasil”.

Um dos primeiros passos neste sentido foi o redesign do restaurante localizado nos Jardins, bairro nobre da capital paulista. O local recebeu um bar, construído onde antes ficava a sala de espera, e conta com opções de bebidas para o happy hour e preços mais enxutos. Também foi instalado um dry age cabinet, refrigerador exposto aos clientes que abriga carnes nobres. Para não ficar apenas na carne, o restaurante oferece buffet de saladas e frutos do mar.

Este novo formato será aplicado nas outras unidades da rede, com reformas avaliadas em três a cinco milhões de reais, que virão do caixa da companhia. As três unidades do Rio de Janeiro e as cinco de São Paulo deverão passar pela transformação até o final de 2020.

A súbita retomada no Brasil aconteceu em parte porque a empresa deixou os mercados públicos no inicio do ano passado. De acordo com McGowan, “devíamos explicações constantes de crescimento aos nossos investidores, que questionavam apostar em um país de turbulências econômicas e políticas”.

Para 2021, a ideia é começar a inaugurar dois restaurantes por ano no Brasil, principalmente na região Sul. A Fogo de Chão também deseja expandir para outros países, como Argentina, Colômbia, Chile e Panamá.

A primeira unidade da rede foi aberta em 1979, na capital gaúcha, tendo estreado nos Estados Unidos em 1997 com um restaurante em Dallas, no Texas, onde, de acordo com o executivo, foram encontradas algumas semelhança culturais. A partir daí, a empresa expandiu para outros estados, como Kansas, Illinois, Califórnia e Nova York. Ao todo, são 53 restaurantes, não apenas nos Estados Unidos e no Brasil, mas também no México e no Oriente Médio.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta