brMalls faz mudanças no mix com novas lojas em seus shoppings

1987
[tempo para leitura: 2 minutos]

A brMalls irá realizar mudanças no mix dos seus empreendimentos. Cerca de 60 novas operações serão inauguradas até o final deste ano em seus shoppings localizados no Rio de Janeiro e São Paulo.  As novas lojas são dos segmentos de moda, entretenimento e serviços. Um dos grandes destaques será a área de alimentação, com novos restaurantes, bistrôs, hamburguerias e delicatessens.

Exemplo do investimento em foodservice é o Shopping Tamboré, que recebeu este ano a Carlo’s Bakery, primeira loja do chef norte-americano Buddy Valastro em um shopping na América Latina. Até o final do ano, unidades das redes Madero, Jerônimo, Paris 6, Delírio Tropical, Grand Cru, Havanna, Taco Bell e Casa Bauducco devem ser inauguradas nos shoppings do grupo no eixo RJ-SP.

De acordo com a diretora comercial da brMalls, Jini Nogueira, “os espaços gastronômicos ampliaram sua participação nos shoppings em mais de 30% no último ano. Acreditamos que o crescimento desse segmento acompanha os hábitos e comportamentos das novas gerações, que valorizam cada vez mais a experiência e a socialização. Só em 2019, realizamos mais de 50 eventos unindo gastronomia e entretenimento em nossos shoppings de todo o Brasil.”

Os shoppings de São Paulo que receberão as novas operações são: Mooca PlazaVillaLobos, Metrô Santa Cruz, Jardim Sul, Shopping Tamboré, Campinas Shopping, São Bernardo Plaza e Shopping Piracicaba. Já os empreendimentos do Rio de Janeiro que serão contemplados são: Plaza Niterói, Shopping Tijuca e NorteShopping.

Luiz Alberto Marinho, sócio-diretor da GS&Malls, acredita que as mudanças nos empreendimentos da brMalls seguem uma tendência de recuperação da economia e de transformação dos shopping centers. “O varejista brasileiro já percebeu a tendência de melhoria nos indicadores econômicos e volta aos poucos a tirar do papel os planos de expansão. No caso específico dos shopping centers, há uma mudança clara em curso no mix de lojas, com predominância de serviços, entretenimento e, principalmente, alimentação, impulsionada pela consolidação da nova vocação dos shoppings, que deixaram de ser apenas um templo de consumo para abrigar também momentos de prazer.”

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta