Arcos Dorados firma parceria para diminuir o uso materiais plásticos

977
[tempo para leitura: 2 minutos]

A Arcos Dorados, empresa franqueadora do McDonald’s na América Latina e Caribe, firmou acordo com a empresa israelense UBQ para substituir objetos utilizados no restaurante por outros mais sustentáveis. Os itens são fabricados com resíduos domésticos por meio de um processo patenteado pela UBQ, transformando o lixo em um substituto plástico, reduzindo as emissões de carbono.

O objetivo da aliança é começar a usar esse novo material, mais ambientalmente correto, em itens que chegarão aos restaurantes da marca já no primeiro trimestre de 2020. “Temos a responsabilidade de usar nossa escala para fazer o bem e contribuir de maneira positiva com o meio ambiente e a sociedade. Associarmo-nos com a UBQ é mais um passo dado em nosso compromisso com o desenvolvimento de ações sustentáveis”, afirmou Gabriel Serber, diretor de Compromisso Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados na América Latina e Caribe.

A substituição faz parte das estratégias de sustentabilidade da companhia, que englobam outras ações, como o fim do uso de canudos de plástico e a realização de campanhas de conscientização junto aos clientes para que evitem o uso durante as refeições.

A empresa pretende cumprir os objetivos globais do McDonald’s, como a redução da emissão de gases de efeito estufa em 36% até 2030 e de 20% em toda a cadeia de suprimentos, dentro do mesmo período. A companhia projeta que, no total, 11 milhões de toneladas de CO2 não chegarão à atmosfera, o que equivale ao plantio de 3 bilhões de árvores ou 25 milhões de automóveis fora de circulação.

O McDonald’s assumiu um compromisso global de que 100% de suas embalagens sejam provenientes de fontes renováveis ou certificadas. A companhia afirma que no Brasil essa meta já foi alcançada.

A empresa é associada ao CEMPRE (Compromisso Empresarial para a Reciclagem) e vem diminuindo a geração de resíduos de maneira geral, como a reciclagem de embalagens e óleo de cozinha usados nos restaurantes. A empresa também está desenvolvendo um projeto piloto de Economia Circular, em parceria com a Cooperyara, na região de Barueri/SP, com o objetivo de dar um novo destino aos resíduos plásticos gerados nos restaurantes.

Os restaurantes da rede inaugurados no país utilizam luzes de LED, gerando uma redução de 40% no consumo de energia. A empresa também adota o uso de painéis solares que aquecem a água para limpeza de equipamentos, assim como películas transparentes nos vidros que ajudam a reter o calor, reduzindo o uso do ar-condicionado. São realizados projetos de uso da água, com captação e armazenamento da água da chuva para reutilização nas partes internas e externas dos restaurantes.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta