Retirada em loja deve aumentar 20% nesta semana

742
[tempo para leitura: < 1 minuto]

A fim de reduzir os custos com entrega e evitar a espera pelo recebimento, os consumidores estão cada vez mais aderindo à retirada de produtos comprados online. Nesta Black Friday, 43% das pessoas preferiram comprar online, e dessas 19% escolheram buscar a compra em alguma loja física. O levantamento é do Google Retail Summit.

De acordo com João Cristofolini, CEO e fundador da Pegaki, esta é uma grande oportunidade para as mais de 600 lojas credenciadas como rede de pontos de retirada. “As pessoas compram na semana ou na sexta-feira, mas as encomendas começam a chegar, em média, na semana seguinte. Então os varejistas credenciados como pontos de retirada podem ganhar duas vezes: na própria Black Friday e no momento da retirada. Uma vez que o cliente já estará na loja, é um ótimo momento para abordá-lo com alguma promoção”, avaliou.

Com mais de 50 mil entregas realizadas em todo o país, a startup Pegaki espera um aumento no fluxo de entregas de cerca de 20% nesta semana pós Black Friday. “É um momento de consumo alto para o varejo e o gargalo logístico realmente é um problema. O que tentamos oferecer é uma experiência de compra com mais conforto e excelência, e isso não é benéfico apenas para o consumidor final, mas também para os e-commerces e para os varejistas”, esclareceu Cristofolini.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta