Franchising democratiza acesso e implanta infraestrutura

1567
[tempo para leitura: 2 minutos]

Atuo no franchising há mais de dez anos e ele sempre mostrou a sua força e se traduziu como solução para a expansão dos mais inusitados mercados.

E, posso dizer com certeza, que o setor não para de surpreender. Não apenas por ser um modelo de expansão que replica negócios bem-sucedidos, mas porque contribui de forma relevante para a economia, para a geração de empregos e agora, de forma inédita, para a infraestrutura.

Numa recente iniciativa da Telefônica, o franchising vai ser o canal que levará a tecnologia de fibra ótica para mais de 500 cidades. Apoiamos o desenvolvimento desse projeto e isso nos dá a motivação para seguir fortalecendo o setor de forma responsável e sustentável ao redor do Brasil e do mundo.

Além do aspecto econômico de impacto direto na última linha do nosso cliente, estamos apoiando um projeto que culmina com o desenvolvimento do Brasil.

Algumas cidades que serão impactadas não contam com o serviço de banda larga e isso nos dias de hoje é muito mais do que uma questão de infraestrutura tecnológica, mas, principalmente, tem um aspecto social muito forte.

Projetos como esse se traduzem na inclusão de milhares de pessoas num universo novo que agrega conhecimento, conexão, cultura, acesso a produtos e serviços antes não alcançados, ou nem mesmo imaginados para as populações interioranas, fora dos grandes centros urbanos do país.

Não é novidade que o Brasil é carente nessa área e mesmo as empresas muito bem estruturadas precisam de altos investimentos para implantar projetos dessa envergadura.

Uma das grandes vantagens do sistema de franquias é permitir o crescimento da marca sem investimento próprio na implantação das unidades. No caso da Telefônica, a implantação da franquia Terra Fibra por terceiros vai garantir que a companhia ganhe capilaridade, reconhecimento de marca e resultados, pois nas cidades mapeadas para a expansão, a adesão da nova tecnologia pela população tende a ser bastante rápida.

Um projeto inédito, num mercado ainda não explorado pelo setor de franquias e que tende a estimular outros segmentos a voltarem seus olhos para esse modelo de expansão. E isso, para nós é motivo de grande orgulho.

NOTA: Lyana Bittencourt é diretora executiva do Grupo BITTENCOURT, consultoria especializada em desenvolvimento, expansão e gestão de redes de franquias e negócios, com soluções voltadas para apoiar empresas na definição das melhores estratégias para expansão da marca, atuando desde a definição da estratégia até a  estruturação e implementação de  canais  de vendas e distribuição – franquias e outros canais. Acesse: www.grupobittencourt.com.

* Imagem reprodução

Deixe uma resposta