Lojas Americanas e B2W Digital investem em meios de pagamento e logística

3263
[tempo para leitura: 3 minutos]

As Lojas Americanas e B2W Digital anunciaram mudanças e investimentos para 2020. Com uma base de clientes ativos de 38 milhões, as companhias esperam alcançar 46 milhões de consumidores e 552 milhões de transações até 2022. Nas frentes de O2O, as companhias projetam um crescimento expressivo de 300% no número de usuários ativos, passando de 1,3 milhão atual para 5,5 milhões até o final de 2022.

As Lojas Americanas preveem alcançar um crescimento de, ao menos, 40% de receita bruta em 2022, na comparação com 2019. A B2W pretende alcançar 100 milhões de itens em seu sortimento e 150 mil sellers conectados na plataforma do B2W Marketplace. Com isso, a companhia prevê continuar gerando caixa e mais que dobrar de tamanho ao longo dos próximos três anos.

O núcleo financeiro da companhia, chamado Ame, firmou parceria com o Banco do Brasil para oferecer cartões de crédito. A parceria faz parte do roadmap de inovação e tem como objetivo contribuir para o aumento da aceitação, recorrência e base de clientes.

O aplicativo Ame Digital será o principal canal de relacionamento e gestão do cartão de crédito pelo cliente, que contará com anuidade grátis em compras mensais acima de R$ 100, opções de parcelamento, cartões com impressões personalizadas e benefícios dos cartões Ourocard, como descontos em shows e cinemas. A expectativa é alcançar uma base de mais de 7 milhões de clientes até 2022.

A empresa lançou o Ame Pro, uma plataforma mobile de gestão e vendas para pequenos e médios varejistas. O serviço oferece a integração nativa com o B2W Marketplace e com o B2W Entrega, além de ferramentas de gestão como emissão de nota e cupom fiscal, cadastro de produtos, controle de estoque, dentre outros.

A Ame Digital também firmou parceria com a Stone, na qual os clientes Ame poderão pagar suas compras nos estabelecimentos credenciados pela Stone utilizando QR Code. Também faz parte do acordo a oferta da plataforma de gestão Ame Pro, tanto para clientes Stone que utilizam Smart POS quanto para clientes que utilizam as máquinas mais simples.

A companhia lançou a opção de entrega da loja física da Lojas Americanas e de lojistas do B2W Marketplace para o endereço do cliente em até 2 horas, em uma modalidade chamada Ame Flash. A plataforma conecta entregadores independentes, que utilizam os mais diversos veículos, como motos e bicicletas, na nuvem logística das companhias. Atualmente, a opção possui mais de 100 lojas e mais de 800 entregadores conectados.

Para atender esta nova modalidade de entrega, a empresa adquiriu as startups Pedala e Courri, especializadas em entregas rápidas e sustentáveis por bicicletas e patinetes. As aquisições devem ajudar na nova opção logística, fazendo entregas nos grandes centros urbanos com diferentes modais de baixa emissão de carbono e uma rede ampliada de entregadores parceiros conectados.

Para dar suporte ao crescimento, as Lojas Americanas e B2W Digital vão abrir sete novos Centros de Distribuição nos estados do Pará, Ceará, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Até 2022, as companhias que atualmente operam com 15 CDs integrados, passarão a operar com 22 CDs, ampliando sua capacidade de armazenagem dos atuais 640 mil m² para 1 milhão de m². Dessa forma, as empresas contarão com centros de distribuição em 12 estados brasileiros e aumentarão consideravelmente sua área de abrangência de entregas em até 24h, passando de 38% para 63% do Produto Interno Bruto (PIB).

As Lojas Americanas também estão lançando um novo formato, chamado loja digital, com o objetivo de testar mercados novos e aumentar a capilaridade do negócio, levando a marca para cidades do interior com baixo investimento.

O conceito agrega serviços e produtos do mundo online e off-line e funciona também como um pequeno centro de distribuição, oferecendo serviços O2O como Pegue na Loja e Pegue na Loja Hoje. Com área média de 70m2, o formato dispõe de um sortimento selecionado, venda assistida ao cliente, com atendimento personalizado para a compra de mais de 20 milhões de produtos disponíveis no site da marca.

As companhias vão abrir um escritório na China, com o objetivo de estarem mais próximas dos fornecedores locais, antecipar tendências de inovação, aumentar a importação de produtos e ampliar o portfólio de marcas próprias das Lojas Americanas e B2W.

A presença em território chinês, prevista para o 1º semestre de 2020, contribuirá para atrair mais lojistas parceiros e proporcionar o aumento do sortimento da Americanas Mundo, a operação de cross border da Americanas.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui