Busca por crédito cresce 17,2% em novembro deste ano

790
[tempo para leitura: 2 minutos]

Os consumidores estão voltando a buscar crédito, sendo este o principal fator de incentivo da economia brasileira em 2019, principalmente devido às quedas sequenciais dos juros nos últimos meses. De acordo com a Serasa Experian, seu Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito cresceu 17,2% em volume de solicitações de crédito em novembro.

A pesquisa também mostrou que a região Norte foi que apresentou a maior alta, de 22,4% em novembro de 2019 na comparação o mesmo mês de 2018. As outras regiões também apresentaram crescimento significativo. Na análise em relação a outubro, houve queda de 4,5%.

De acordo com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, “os brasileiros estão mais otimistas na hora de buscar crédito e a perspectiva para o próximo ano é ainda melhor, uma vez que o Cadastro Positivo trará novos dados para compor o score dos consumidores”.

Uma pesquisa recente da Serasa Experian mostra que 88% das pessoas acreditam que o score pode contribuir para o acesso a crédito no Brasil. Entre os entrevistados, 94% afirmam que o Cadastro Positivo vai influenciar o modelo estatístico de pontuação de crédito, com variáveis que devem incluir os hábitos de pagamento dos clientes e outros detalhes como pontualidade, gastos mais frequentes, montante de renda comprometida, entre outras.

A população com renda entre R$ 500 e R$ 1.000 foi a que mais buscou crédito desde o início do ano. Entre janeiro e novembro de 2019, o número da faixa ficou acima da média total e desde abril tem crescido mais do que as demais.

O economista explicou que, normalmente, “aqueles com rendimentos menores têm um comportamento mais volátil. Quando a situação da economia piora, esta parcela populacional sai mais do mercado de crédito. Quando a economia dá sinais de melhora, ela tende a voltar com mais intensidade, e é isso que temos visto ao longo de 2019”.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui