iFood tem crescimento de 116% no número de pedidos

2878
[tempo para leitura: 2 minutos]

O iFood apresentou em novembro um crescimento de 116% no número de pedidos recebidos em comparação com o mesmo mês de 2018. Os números significam um avanço de 12,3 milhões em novembro de 2018 para 26,6 milhões no mesmo mês de 2019.

De acordo com a companhia, ela segue sua estratégia de expansão, ampliando a quantidade de cidades atendidas pelo serviço, passando de 459 para 912, alta de 98% em um ano. A empresa também fez mudanças em relação à operação logística, ampliando o modelo full servisse. Com isso, houve um aumento de 563% na quantidade de pedidos, passando de 980 mil em novembro do ano passado para 6,5 milhões de pedidos em novembro de 2019.

O avanço também aconteceu na base de restaurantes parceiros, que saíram de 52 mil para 131,3 mil, um crescimento de 151%.

“O aumento de pedidos em 116% nesse período, na plataforma, consolida um modelo de negócio que impacta positivamente a todo o ecossistema, incluindo restaurantes, que conseguem crescer até 50% nos primeiros meses quando entram no aplicativo, com a impulsão ao empreendedorismo e geração de emprego e renda”, disse Diego Barreto, CFO do iFood.

A empresa afirma que a ativação de Black Friday, realizada todos os dias de novembro, contribuiu para impulsionar os resultados da empresa. A empresa recebeu mais de 1 milhão de pedidos diários durante 10 dos 30 dias de realização da promoção.

No dia da Black Friday, 29 de novembro, a empresa recebeu mais de 1,4 milhão de pedidos. Nesta data, a média por hora foi de 58.333 pedidos ou 972 por minuto. Entre as promoções da Black Friday, os mais pedidos em território nacional foram os hambúrgueres, com venda de 4.9 milhões de unidades e esfirras, com 4,2 milhões de unidades.

A empresa também registrou um aumento significativo na categoria de comida saudável. O consumo de saladas, por exemplo, alcançou mais de 2,5 milhões de pedidos. São Paulo e Rio de Janeiro lideram na quantidade de pedidos saudáveis, mas a lista também inclui Belo Horizonte e Brasília.

“Com presença do iFood em quase mil cidades e o uso de inteligência artificial focada em alimentação, há também o avanço no entendimento de perfil e hábitos de consumo do brasileiro e, consequentemente, conseguimos personalizar cada vez mais a experiência do usuário na plataforma”, esclareceu Diego.

Confira o infográfico fornecido pela empresa:

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui