Confiança do consumidor segue estável

976
[tempo para leitura: < 1 minuto]

O INEC (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor) de dezembro de 2019 ficou em 47,3 pontos. O valor é o mesmo de setembro que, por sua vez, é apenas 0,3 ponto superior ao registrado em junho. Ou seja, a confiança do consumidor passou a segunda metade de 2019 praticamente sem alteração.

O INEC, realizado pelo IBOPE Inteligência à pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI) encontra-se em um patamar intermediário, 1,1 ponto acima da média histórica de 46,2 pontos, mas abaixo da linha divisória de 50 pontos e 2,5 pontos inferior ao registrado em dezembro de 2018.

Ao analisar os diferentes perfis de consumidor considerados no INEC, nota-se que apesar das variações, não há uma tendência generalizada de melhora (ou de piora) da confiança, por isso a estabilidade no INEC da população em geral.

Tomando-se a população das cidades da periferia das regiões metropolitanas, por exemplo, o INEC registra queda significativa, de 2,9 pontos. O índice desse grupo é 4,9 pontos menor que o registrado em dezembro de 2018 e encontra-se abaixo de sua média histórica. Já os residentes no interior registram alta do INEC de 0,7 ponto, e o índice alcança 48,2 pontos, ficando acima de sua média histórica (46,5 pontos) e da média nacional.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui