KIABI vai fechar suas duas lojas no Brasil

7413
[tempo para leitura: < 1 minuto]

A Kiabi, marca francesa de fast fashion, informa que encerrará suas operações no Brasil, onde optou por estabelecer duas lojas em 2018. A varejista conhecida pela oferta de peças a preços acessíveis chegou ao Brasil para concorrer com as tradicionais redes fast-fashion como C&A, Marisa, Renner e Riachuelo.

As lojas, nos shoppings Ibirapuera e West Plaza, em São Paulo, funcionarão normalmente até o dia 31 de janeiro. A partir de hoje (2 de janeiro), não será mais possível comprar no site e-commerce.

Em um contexto internacional difícil, em que o mercado de moda tem sido impactado fortemente por crises sociais, econômicas e ambientais, a liderança da marca na França optou por consolidar suas posições de mercado e seus investimentos nos países em que está presente há mais tempo e alavancar seu crescimento nesses locais.

A Kiabi Brasil agradece a equipe de colaboradores e parceiros, que durante todo este período foram extremamente comprometidos, dedicados e engajados com o sucesso desse projeto. Assim como a marca é muita grata a todos os clientes que escolheram vestir-se de Kiabi.

A partir do dia 02 de janeiro, as lojas físicas (Shopping Ibirapuera e Shopping West Plaza) estarão em liquidação com 50% de desconto nas compra a partir de 2 peças compradas.

Os descontos podem aumentar a partir da segunda quinzena de janeiro, de acordo com as necessidades da marca de liquidar os estoques, até o fechamento das lojas.

A rede faz parte do Grupo Mulliez, que também é dono da Decatlhon, da Leroy Merlin, da Zôdio e da Obramax, todas já presentes no Brasil, e ainda da rede francesa de supermercados Auchan.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui