Confiança do comércio cresce 0,8% em dezembro de 2019

708
[tempo para leitura: 2 minutos]

A confiança do comércio em SP cresceu 0,8% em dezembro de 2019, em relação ao mês de novembro, de acordo com o índice IFECAP, que atingiu 130,27 pontos na série com ajuste sazonal. Segundo o cálculo, o crescimento da confiança em relação a dezembro de 2018 também foi de 0,8%.

Esse foi o quarto mês de crescimento moderado, mas contínuo no indicador. Esse também foi o maior valor registrado para o IFECAP em 2019.

A percepção dos empresários em relação ao momento atual em todos os meses do ano de 2019 puxou o índice para baixo, com o mínimo de 106,28 em agosto e máximo de 118,57 pontos em janeiro.

No mês de dezembro, o índice registrou 109,45 pontos, mais uma redução, desta vez de 0,7% em relação ao mês de novembro e uma queda expressiva de 8,3% na comparação com os números do mesmo mês do ano anterior.

As expectativas quanto a resultados futuros, por outro lado, em todos os meses do ano ficaram acima de 150 pontos, registrando em dezembro o maior valor de 161,5 pontos, alta de 2,4% em relação ao mês de novembro e 12% em relação ao mês de dezembro de 2018.

O Momento Atual de Vendas e a Situação Atual dos Negócios apresentou baixa de 3,5% e 0,9%, respectivamente, quando comparado ao mês anterior. Já a avaliação do Momento Atual das Encomendas apontou crescimento de 2,6%.

Os números em relação ao Momento Atual são negativos na comparação com os resultados do mesmo mês do ano anterior, o Momento Atual das Vendas registrou queda de 13,9% e o Momento Atual das Encomendas, 10,8%.

O Índice Futuro registrou crescimento de 2,4% na comparação com o mês de novembro, na série com ajuste sazonal. O resultado foi puxado pelo otimismo em relação às Vendas Futuras, com alta de 3,4%, e no Índice Futuro de Encomendas, também com alta, mas de 1,3%. O Índice Futuro também registrou aumento, de 12%, na comparação com dezembro do ano anterior.

É importante observar que a confiança é maior entre as empresas de grande porte, onde o índice fica em 151,21 pontos. Já as de médio porte apresentam média de 150,5 pontos. Os microempresários e as pequenas empresas, apesar de otimistas, continuam com ânimos moderados, com índice de 134,6 pontos para as pequenas empresas e de 122,5 pontos para as microempresas.

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui