E-commerce: América Latina deve crescer 22% ao ano

1091
[tempo para leitura: < 1 minuto]

Pesquisa realizada pela DHL revela que o e-commerce deve crescer cerca de 22% ao ano em toda a América Latina. O estudo foi dividido em três segmentos e algumas regiões: Brasil e México – mercados maiores; Colômbia, Argentina, Chile e Peru – médio porte; América Central e Caribe – menores.

Segundo o estudo, as empresas que têm uma boa relação com seus clientes têm sucesso em suas vendas online. O levantamento ainda aponta informações como a importância redes sociais, a relevância dos grandes marketplaces e, principalmente, os problemas de logística.

Entre os principais problemas estão: lentidão no processo, congestionamentos, infraestrutura para entrega no last mile e complexidade dos processos de logística para casos como devolução e trocas.

O alto índice de trocas é, atualmente, um dos maiores obstáculos do setor. No Brasil, as devoluções respondem por 25% das compras totais. Já os Estados Unidos, categorias como moda possuem taxas de troca em torno de 50% nas lojas online e nas unidades físicas cerca de 9%.

O material ainda apresenta cinco elementos que compõem um centro de distribuição:

  • Zona de livre comércio
  • Infraestrutura eficiente (portos e aeroportos)
  • Regulamentação comercial e aduaneira
  • Conhecimento específico de logística de e-commerce

Com informações do portal E-commerce Brasil
* Imagem reprodução

Deixe uma resposta