Volta às aulas: Kalunga estima de 15% nas vendas

1009
[tempo para leitura: < 1 minuto]

Kalunga, loja de materiais escolares e de escritório, está no seu período mais agitado do ano: as compras de materiais para volta às aulas. De janeiro até março, a empresa vende de 30% a 40% a mais do que nos meses normais.

Para este ano, projeta um crescimento de 15,2% nas vendas, 3 pontos acima da alta do ano passado. A Kalunga prevê alcançar receitas de 3.26 bilhões de reais em 2020.

No período, a empresa também tem uma campanha de arrecadação de folhas de cadernos usadas. No ano passado, recebeu 240 toneladas de papel e, em 2020, espera arrecadar 10% a mais.

Criada há 40 anos, a Kalunga é conhecida por suas grandes lojas com suprimentos para escritórios e materiais escolares. Nos últimos anos, a expansão da empresa esteve voltada a formatos menores de lojas, principalmente em shopping centers, e novos serviços, como uma gráfica rápida, para impressão de cartões de visita, adesivos e banners, a Kalunga Copy & Print.

Varejo de SP espera crescimento de 5% em vendas de materiais escolares

O setor varejista do estado de São Paulo espera um crescimento de até 5% nas vendas de materiais escolares no período de volta às aulas de 2020. De acordo com o setor, que atende ao consumidor final, o gasto médio deverá ser de R$ 200 a R$ 300. Os dados são da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo.

De acordo com a entidade, os investimentos em descontos e promoções serão as principais táticas dos lojistas para aumentarem as vendas. A federação avalia ainda que o comércio virtual poderá colaborar no aumento das vendas do varejo, já que as lojas virtuais cresceram 12% em 2019.

Com informações do portal Exame
* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui