O que fazer para manter um negócio ativo?

203
[tempo para leitura: < 1 minuto]

Grandes nomes de empresas importantes para o Brasil subiram ao palco do Retail Trends Pós NRF, em São Paulo, para falarem sobre as tendências globais aplicadas ao varejo. Entre eles, Marcelo Silva, vice-presidente Conselho de Administração do Magazine Luiza; Juliano Ohta, diretor-geral da Saint-Gobain (Telhanorte/Tumelero); Lindolfo Martin, fundador e presidente da Multicoisas; Paulo Serrano, diretor de Varejo da Natura/The Body Shop; e Elio Silva, diretor executivo de Marketing da Riachuelo.

Marcelo Silva, vice-presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, afirma que o nosso problema de competitividade envolve a mão de obra pouco qualificada. A curto prazo, segundo ele, reformas são as soluções para a economia crescer e, por consequência, para o varejo crescer.

“Muitos clientes são, hoje, práticos”, coloca Juliano Ohta, diretor-geral da Saint-Gobain. E essa praticidade de quem consome envolve muito o segmento de moda. Já Elio Silva, diretor executivo de Marketing da Riachuelo comenta que o consumidor, hoje, está muito preocupado com sustentabilidade, conectividade com o propósito da marcada, jornada e expectativas, digitalização, entre outros.

Lindolfo Martin, fundador e presidente da Multicoisas falou da importância da tecnologia para o mercado, atual.  “Uma empresa que constrói conhecimento e valoriza as pessoas tem muito mais chance de crescer”. A Universidade Multicoisas é um grande exemplo disso. O ambiente positivo de trabalho também é extremamente importante.

“Ter um propósito dá mais trabalho”, afirmou Paulo Serrano, diretor de Varejo da Natura/ The Body Shop. Então, escolher um bom propósito para estrutural a empresa e manter a alma do negócio é um enorme desafio, mas que vale muito a pena.

 * Foto: Rodrigo Augusto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui