Intenção de consumo de famílias aponta melhor fevereiro desde 2015

704
varejo familiar
[tempo para leitura: < 1 minuto]

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) divulgou o resultado de fevereiro de 2020 do Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), que cresceu 3,2% ante janeiro deste ano, quarta alta seguida do indicador, que saltou de 103,5 pontos em janeiro para 106,8 pontos. O crescimento representa o melhor desempenho do ICF para fevereiro desde 2015.

Também apresentou alta o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), que foi de 121,3 pontos em janeiro para os 131,8 pontos de fevereiro, uma elevação de 8,7%.

De acordo com a FecomercioSP, “houve melhora na percepção das condições econômicas atuais, com juros reduzidos e abertura de crédito, o que motiva o consumidor a continuar comprando”.

Segundo outro levantamento da entidade, 40% dos consumidores estão dispostos a fazer compras à vista, número que justifica, segundo a FecomercioSP, uma recomendação ao varejo para oferecer descontos ou brindes ao consumidor que optar por essa modalidade de pagamento.

O ICC mede, com dados de 2,1 mil entrevistados, o sentimento dos consumidores da cidade de São Paulo. O indicador varia de 0 a 200, com maiores números representando maior confiança do consumidor, e é composto pelo Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) e o Índice das Expectativas do Consumidor (IEC).

Já o ICF tem por objetivo “ser um indicador antecedente de vendas do comércio”, medindo a intenção de compra da população de São Paulo a partir de sete itens: emprego atual, perspectiva profissional, renda atual, acesso ao crédito, nível de consumo atual, perspectiva de consumo e momento para duráveis.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui