ALSHOP cria canal de negociação para lojistas em dificuldade

109
lojistas
[tempo para leitura: 2 minutos]

A ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) anunciou nesta manhã duas medidas de apoio aos varejistas que estão em dificuldade dado o cenário de restrição ao funcionamento do comércio, em especial dos centros de compra para barrar a expansão da pandemia do coronavírus (COVID-19).

A associação criou um canal de atendimento para orientar lojistas em dificuldade sobre como proceder para negociar taxas de locação e condomínio junto aos shoppings. No e-mail contato@alshop.com.br uma equipe de especialistas irá orientar os lojistas agilizando o atendimento.

Fundo de crédito e outras medidas

A ALSHOP também anuncia uma primeira medida de liberação de crédito obtida junto ao Governo Estadual pelo Desenvolve SP e Banco do Povo.

“Hoje estivemos em conversa telefônica com a Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico do Estado de São Paulo e ajustamos a criação de uma linha de crédito de R$ 500 milhões com taxas de juros de 0,35% ao mês. Também estamos pleiteando junto ao Governo Federal a liberação do Fundo de Amparo ao Trabalhador para que esse recurso banque os salários dos colaboradores nesse período de estabelecimentos em horário restrito ou fechado temporariamente”, disse Nabil Sahyoun, presidente da ALSHOP.

Segundo Sahyoun as medidas de crédito especial são válidas para empresas paulistas “no entanto esse pleito junto ao governo federal de liberação do FAT irá beneficiar os lojistas de todo o país”, complementa.

A associação também irá disponibilizar via redes sociais e no site ALSHOP.com.br um passo a passo sobre como obter essa linha de financiamento, taxas de juros e o período de carência.

“Estamos empenhados em contato permanente com o Governo Estadual e Federal no sentido de apoiar os mais de 40 mil lojistas que representamos para superar este período difícil com a prioridade de manter os mais de dois milhões, pois sabemos que o comércio e serviços são a força motriz da empregabilidade no Brasil”, complementa.

Breve histórico

A ALSHOP tem participado ativamente destas negociações entre os lojistas, especialmente os pequenos empresários e os donos dos empreendimentos, bem como no diálogo com as autoridades para atenuar os impactos causados pela expansão do COVID-19.

Nos últimos dias, a associação tem atendido às recomendações das autoridades quanto as restrições de funcionamento do comércio. Como parte desse diálogo, a entidade conseguiu manter a possibilidade dos supermercados, farmácias, clínicas médicas, laboratórios, bancos, repartições públicas e restaurantes com serviço de entrega continuarem atendendo o público, ainda que de forma restrita.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui