Delivery no Ceasa SP garante abastecimento de frutas, legumes e verduras a supermercados e hortifrutis

252
delivery de frutas
[tempo para leitura: 3 minutos]

Com o fechamento do comércio e o aumento das restrições quanto a circulação de pessoas nas ruas devido a pandemia do coronavírus, o sistema delivery se torna uma opção segura para o varejo e prática para o atacado.

O menu agora conta com produtos do chamado FLV (frutas, legumes e verduras) e vem com selo de qualidade do maior centro de distribuição hortifruti da América Latina: o Ceasa SP. No ar desde o mês de janeiro, o site Feira do Cesa é mais um canal de venda para a companhia que há mais de 50 anos possibilita que a produção do campo alcance a população com regularidade e qualidade.

Desenvolvida e administrada pela CV Market Place, a página de vendas on-line dos produtos do Ceagesp é voltada ao atacado, especialmente às redes de mercado, supermercados, hortifruti e todo o segmento food, como padarias, bares e restaurantes, que têm a oportunidade de manter seus estoques abastecidos por um clique.

Para comprar basta efetuar o cadastro no site, selecionar os produtos, inserir no “carrinho” e efetivar o pagamento. A compra é entregue em até 48 horas no endereço informado, com a garantia da integridade dos produtos.

De acordo com o fundador da CV Market Place, Cristian Rosa, no momento, o serviço contempla a entrega apenas na Capital e cidades da Região Metropolitana de São Paulo. “A plataforma nasceu com o objetivo de simplificar a compra e venda dos produtos agrícolas entre os permissionários do Ceasa e compradores da rede atacadista, principalmente àqueles que precisam de poucas quantidades, porém com mais recorrência”, explica o fundador.

O CEO da companhia, Wander Paes, destaca a inovação e a conexão proposta em rede como aliadas. “O site entrou no ar antes de toda essa crise com a missão de promover mais um canal de venda ao Ceasa e integrar os permissionários a era 4.0, bem como atender à demanda reprimida do setor FLV sob modelo de vendas On-Line.

Porém, neste momento surge como uma ferramenta importante para o funcionamento de serviços básicos, como os de alimentação. Imagina que no Ceasa circulam cerca de 50 mil pessoas por dia. Sem dúvidas a plataforma agrega neste momento em que passamos por uma grande transformação social e adaptação no nosso estilo de vida”, comenta Paes.

Mix de produtos

No site estão cadastrados mais de 5 mil produtos, dos quais cerca de 200 já estão disponíveis para a comercialização. O sistema pode receber, a qualquer momento, novos fornecedores para completar o mix e tem potencial para atender a toda a cadeia que opera no Ceasa, composta por cerca de 2, 8 mil permissionários.

Além dos itens tradicionais, há também a linha premium e as frutas exóticas que atraem multidões à Central de Abastecimento, como physalis, cupuaçu, macadâmia, mirtilo, entre outros.

Sellers

Os fornecedores podem se cadastrar diretamente pela plataforma e, posteriormente, recebem treinamento e suporte para a operação em todas as etapas no processo, desde a formalização contratual, cadastro de produtos, gerenciamento, abastecimento e acompanhamento das entregas até o destino final.

“Essa é também a oportunidade de conquistar novos públicos e mercados com a exposição dos produtos, atualização de preços e estoque online”, pontua Paes.
Daniel Malaman Shimizu, permissionário do Ceasa e fornecedor da plataforma, acredita que o novo canal de negócios facilitará a comunicação entre o comprador varejista e a Central de Abastecimento.

“Finalmente a tecnologia está chegando ao mundo FLV e estamos muito otimistas. Claro, no primeiro momento ficamos apreensivos, mas não podemos perder as oportunidades que a internet proporciona. Este é um modelo disruptivo e que vai colaborar com toda a cadeia que envolve o produtor, os permissionários do Ceasa, o comprador varejista e o consumidor final, que desfrutará de produtos frescos a todo momento. Prevejo que num futuro breve teremos um aumento da demanda, que será repassada aos produtores”, analisa Shimizu.

Evolução

Em três meses a plataforma registrou crescimento de 50% nas vendas, com a aprovação dos consumidores. Kelly Francisco, proprietária de um restaurante em Parelheiros, destaca a economia de tempo e dinheiro como principal benefício. “Para nós que estamos nos extremos da cidade é um investimento alto ir até o Ceasa. Sem contar o tempo que a gente perde no deslocamento, carregamento e descarregamento da mercadoria. Pela plataforma posso comprar de forma rápida, segura e ainda economizo”, afirma Kelly.

E para quem já realiza o delivery de frutas, legumes e verduras, a plataforma se apresenta como uma facilitadora. “O nosso negócio é voltado para o consumidor doméstico, para aquelas clientes que não têm tempo de ir à feira. Eles nos passam a lista pelo telefone ou whats app e recebem os produtos no conforto do seu lar. Ter a feira do Ceasa on-line faz muito sentido para o nosso negócio, especialmente neste momento em que a procura pelo delivery aumentou bastante”, explica Katia Suto, proprietária do Suto Hortifruti, localizado em Guarulhos, na Grande São Paulo.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui