Lojas Renner destinará mais de R$ 4 milhões para o combate ao Covid-19

134
Lojas Renner
[tempo para leitura: 2 minutos]

A Lojas Renner, por meio de seu braço social, o Instituto Lojas Renner, irá apoiar instituições hospitalares para atender às suas necessidades mais urgentes no combate ao coronavírus no Brasil. O apoio, no total de R$ 4,1 milhões, servirá para custear a aquisição de suprimentos básicos e fundamentais no tratamento da doença e conter sua disseminação.

A companhia também vai dar suporte para comunidades na região sul do país, onde fica localizada a sede da empresa e estão concentrados boa parte de seus fornecedores. A decisão foi tomada a partir do mesmo posicionamento que levou a companhia a ser a primeira grande empresa de varejo a fechar 100% de suas lojas em todo o território nacional: a responsabilidade de todos para frear o avanço do Covid-19 no país.

“Queremos reafirmar o compromisso em agir, dentro do que estiver ao alcance da companhia, em um esforço coletivo, para a contenção e enfrentamento da pandemia”, afirma Fabio Faccio, diretor presidente da Lojas Renner.

“Estamos presentes em todo o Brasil e nossa principal preocupação neste momento é com a população. Este é o ponto de partida da nossa contribuição para a saúde o bem-estar dos nossos colaboradores, clientes, parceiros de negócio e para a comunidade em geral”, diz. As iniciativas serão reavaliadas constantemente e poderão ser ampliadas nas próximas semanas.

O apoio é destinado para a compra de insumos para hospitais responsáveis por unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), tidos como importantes centros de tratamento no combate à doença. As instituições são os hospitais São José, em Criciúma, São Donato, em Içara — ambos de Santa Catarina, os hospitais Conceição e Clínicas, de Porto Alegre, além de unidades de saúde referência em São Paulo, como o InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP).

“Estamos em contato direto com os hospitais, entendendo quais são suas maiores urgências. Nosso objetivo é mobilizar os recursos que temos e apoiar a sociedade de forma contínua”, reforça Faccio.

“Teremos um resultado ainda melhor se atuarmos em rede e unirmos esforços em uma grande corrente de solidariedade, com o objetivo de cuidar daqueles que mais precisam de nós neste momento. Por isso, estamos à disposição das autoridades e de outras empresas que queiram construir em conjunto outras alternativas de apoio”, diz Fabio. “À medida que as entidades privadas e públicas colaboram entre si para um objetivo único, que é combater o avanço da doença no país, teremos muito mais chances de atravessar este momento e vencer essa luta”.

Além disso, o Instituto Lojas Renner direcionará parte do valor à comunidade do bairro Bom Jesus, em Porto Alegre, próximo à sede administrativa da companhia, onde vivem aproximadamente 35 mil pessoas. O foco, neste momento, é dar assistência aos grupos familiares com crianças e adolescentes atendidos por nove organizações da sociedade civil na Bom Jesus e os serviços da Assistência Social que atendem famílias na mesma região.

Outra iniciativa será assegurar a renda mínima de recicladores do Centro de Educação Ambiental (CEA) e costureiras, que já eram apoiadas pelo Instituto.

O Instituto Lojas Renner desenvolve projetos de longa data com os moradores do bairro Bom Jesus, sendo um deles o Empreendedoras da Moda, que capacita mulheres para atuação no setor têxtil, com conhecimentos de gestão e empreendedorismo.

Desde sua fundação, em 2008, o braço social da Renner apoiou quase 900 projetos com foco na mulher, beneficiando mais de 200 mil pessoas.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui