“A crise nos força a buscar ainda mais soluções”, diz COO da brMalls

2109
Vicente Avellar, brMalls
[tempo para leitura: 2 minutos]

“Este é, sem dúvidas, um momento sem precedente na história do nosso país”, disse Vicente Avellar, COO da brMalls, em live exclusiva sobre o setor de shopping centers promovida pela Mercado & Consumo em parceria com a GS&MD, empresa do Grupo GS& Gouvêa de Souza na manhã desta sexta-feira, 3 de abril.

Segundo o executivo, a brMalls, companhia com 13 anos e 30 empreendimentos em seu portfólio, o atual cenário impacta os shopping centers de duas maneiras. Uma delas está na frente conjuntural, onde o fechamento dos empreendimentos e lojas faz com que os lojistas tenham que se reinventar e buscar soluções para os seus negócios, e o impacto estrutural, no qual todos terão de ter a sensibilidade de enxergarem as oportunidades que a crise promove. “Como oportunidade a gente enxerga como principal ativo a questão da aceleração do e-commerce e como os shoppings podem e devem participar desse ecossistema”, explica.

Em janeiro deste ano, a brMalls, ao lado da Multiplan, voltou a investir na startup de entregas Delivery Center. As empresas anunciaram 69 milhões de reais na startup, fundada em Porto Alegre em 2016. A brMalls foi uma das primeiras investidoras da empresa, ainda em 2018. “Nossa estratégia com a Delivery Center é justamente fazer essa conexão para que a gente consiga colocar o setor dentro desse atual ecossistema e que o e-commerce passe por dentro dos shoppings para oferecer ainda mais eficiência e modernidade aos envolvidos”, conta Avellar.

Ainda sobre delivery, Vicente disse que a crise vai acelerar esse processo. Para ele, o papel da brMalls com a Delivery Center é justamente fazer com que os  shoppings tenham um papel ainda mais participativo nas vendas e que as lojas consigam aproveitar não só o trafego físico, mas também o online, que ainda precisa ser melhor explorado. “É importante que essa estratégia de omnicanalidade passe pelas redes e pelas franqueadoras, para que esse movimento possa impactar positivamente todas as frentes”, reforça o executivo que acredita que o digital será um dos grandes responsáveis por alavancar a economia no futuro pós-crise.

Questionado sobre a criação de um marketplace próprio, a exemplo do Iguatemi com o Iguatemi 365, Avellar disse que já existe um caminho em desenvolvimento, mas que o canal proprietário servirá como uma plataforma de relacionamento. “Nossa ideia não é aumentar o número de vendas, mas aproximar lojistas e consumidores, tornando o ambiente um grande ponto de encontro”, e completa dizendo que “é um briga se posicionar como um player relevante num mundo com tantas opções no mercado”.

Já sobre mudanças físicas e o futuro do setor, o COO da brMalls disse que o shopping é um negócio baseado em socialização e que as pessoas querem passear, vivenciar experiências e momentos de lazer, mas só voltarão a fazer isso se sentirem seguras. “Por mais que exista uma necessidade de caixa, não podemos forçar a barra e abrir os empreendimentos antes do prazo. Precisamos acompanhar o direcionamento dos órgãos competentes para realizarmos as adaptações necessárias pensando no bem-estar de toda população”, explica Avellar, que enfatiza os itens segurança e higiene como prioritários para o momento.

Estratégias ominichannel, transformar os shoppings em hub de distribuição urbana e fazer com que a experiência do consumidor seja ainda mais completa e relevante são planos que a administradora já vinha colocando em prática, e que agora serão fortalecidos no período pós-crise.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui