Varejo na China já apresenta recuperação nas vendas

1272
hermes china
[tempo para leitura: 2 minutos]

As vendas no varejo na China têm se recuperado desde março, conforme o país realiza progressos para conter o coronavírus e os negócios começam a reabrir, afirmou nesta quinta-feira o Ministério do Comércio. As receitas de cinco mil importantes varejistas pesquisadas melhoraram em março e isso continuou a ocorrer em abril, afirmou o porta-voz da pasta Gao Feng, em entrevista coletiva.

A China deve divulgar o dado mensal de vendas no varejo nesta sexta-feira. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal projetam queda de 8,0% em março, na comparação anual. Gao foi questionado sobre relatos de que o Japão e os Estados Unidos oferecem incentivos a companhias para que deixem a China, mas o porta-voz disse que não tem havido, nem haverá, um grande êxodo de investimento estrangeiro, embora tenha notado com as companhias do exterior tenham sido afetadas pela pandemia.

Mais de dois terços das companhias estrangeiras na China recuperaram 70% de sua capacidade de produção até meados de abril, enquanto o mercado chinês continua atraente para investidores estrangeiros, argumentou o porta-voz.

Recuperação luxuosa

A marca francesa de artigos de luxo Hermès vendeu 2,7 milhões de dólares em um único dia, durante a reabertura de sua loja na cidade chinesa de Guangzhou. A reabertura ocorreu no último sábado e indica forte recuperação do consumo de luxo na China pós-coronavírus. As informações são do Women’s Wear Daily.

Para a reabertura, a marca recebeu bolsas raras, inclusive uma peça cravejada de diamantes. De acordo com a publicação, clientes chineses da província de Guangdong viajaram até Guangzhou para comprar sapatos, móveis, louças e artigos de couro.

As compras foram registradas nas redes sociais chinesas. Uma cliente afirmou ter comprado 142 mil dólares em produtos no dia da reabertura, diz o WWD. Segundo a publicação, as vendas 2,7 milhões de dólares em um único dia são as maiores já registradas em uma loja na China.

Com informações por Dow Jones Newswires.
* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui