Alibaba investirá US$ 28 bilhões em serviços em nuvem após o coronavírus

956
Alibaba
[tempo para leitura: < 1 minuto]

O Alibaba disse que investirá 200 bilhões de yuans (US$ 28 bilhões) em sua infraestrutura de nuvem ao longo de três anos – um plano que segue um boom na demanda por software de negócios à medida que o surto de coronavírus atingiu o pico. China.

A empresa informou em comunicado que gastará os recursos no desenvolvimento de semicondutores e sistemas operacionais, bem como na construção de sua infraestrutura de data center.

Enquanto a maioria dos funcionários de colarinho branco da China trabalhava em casa durante todo o mês de fevereiro, o dominante na nuvem do país viu o uso de seu software, principalmente o DingTalk, um aplicativo de bate-papo no local de trabalho usado por empresas e escolas.

Em um ponto, os usuários se queixaram de atrasos no aplicativo devido ao alto volume de atividade. A empresa reconheceu os problemas no Weibo, o site de rede social chinês.

O presidente da Alibaba Cloud Intelligence, Jeff Zhang, disse no comunicado que a pandemia do COVID-19 “colocou um estresse adicional na economia geral entre os setores” e a empresa esperava que o investimento ajudasse as empresas a “acelerar o processo de recuperação”.

A divisão de nuvens do Alibaba é um dos negócios que mais cresce. A receita do quarto trimestre subiu 62%, para 10,7 bilhões de yuans, a primeira vez que alcançou 10 bilhões de yuans em um único trimestre.

Com informações do portal Reuters.
* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui