Webinar sobre franquias destaca tecnologia e cultura ágil com grandes players do setor

2014
Chilli Beans_flagship
[tempo para leitura: 2 minutos]

Toda semana a Mercado & Consumo em Alerta tem trazido grandes líderes do mercado para compartilhar seus aprendizados diante do atual cenário que o Brasil e o restante do mundo enfrentam. Em uma dessas reuniões Caito Maia, fundador e CEO da Chilli Beans; Andrea Kohlrausch, presidente da calçados Bibi e Marcello Farrel, diretor da rede am/pm falaram sobre franquias.

O mega empresário Caito Maia contou que precisou agir rápido e redesenhar o plano da Chilli Beans para enfrentar a crise. Ele conta que estabeleceu três datas, por conta própria, para que o comércio reabra. “Estamos trabalhando com 1º de maio, 15 de maio e 1º de junho”, conta Maia, que precisou rever sua campanha inspirada nas Olimpíadas, que levaria o nome de “Tokyo”, e seria apresentada em junho.

A varejista ficou conhecida e ganhou projeção no mercado brasileiro por conta de seus óculos de sol para o público jovem. Com todo planejamento revisto, a empresa começou a focar, por exemplo, na confecção de óculos de grau para o retorno das aulas na metade do ano. Segundo Caito Maia, antes da crise causada pelo novo coronavírus, as vendas da Chilli Beans eram divididas em 60% de óculos escuros e o restante entre relógios e óculos de grau.

Já a Calçados Bibi Andrea precisou rever custos de produção, abrir mão de projetos que havia desenhado no início do ano e assinar um manifesto para não demitir seus mais de 1,2 mil funcionários durante a pandemia. Hoje são mais de 120 unidades nas principais cidades do Brasil, sendo que a grande maioria está localizada em shopping centers.

“Enquanto as lojas da rede estão fechadas, visando a saúde e o bem-estar dos franqueados, colaboradores, clientes e fornecedores, as atividades serão efetuadas com foco no e-commerce, que funcionará normalmente com entrega para todo o País”, explica a Andrea Kohlrausch, presidente da rede, que acredita na cultura ágil como forte aliada no processo de reinvenção das empresas.

O Brasil já vinha sofrendo um tempo mais ácido da economia há algum tempo e ficou muito claro hoje que o pequeno empresário não tem a cultura de fazer uma reserva. Foi assim que Marcello Farrell, diretor da am/pm, iniciou sua participação na edição especial sobre franquias do Mercado & Consumo em Alerta.

Considerada a maior rede de lojas de conveniência do Brasil, a am/pm pertence a rede de Postos Ipiranga, conferindo à rede o conceito de “Posto Completo” e oferecendo serviços essenciais para a mobilidade e produtos de primeira necessidade para a população e complementando a receita necessária para o equilíbrio econômico do Posto como um todo.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui