Banco Central Europeu está trabalhando em moeda digital para o varejo

1698
Banco Europeu
[tempo para leitura: 2 minutos]

O Banco Central Europeu (BCE) está trabalhando em uma “moeda digital de banco central (CBDC) para o varejo” como parte de uma força-tarefa investigativa, de acordo com um membro de seu comitê executivo.

Yves Mersch, que também é vice-presidente do Comitê de Supervisão do BCE, comentou suas observações durante uma sessão da Conferência Consensus 2020 da CoinDesk.

Em versão publicada de seu discurso, Mersch falou sobre a força-tarefa e do trabalho sendo realizado, principalmente na CBDC para o varejo em oposição a uma moeda digital mais “atacadista”.

Mersch reconheceu que tal iniciativa está sendo realizada durante uma queda na economia em que a grande maioria das transações na zona do euro – 76% – estão na forma do dinheiro. E, para tal fim, “a discussão do BCE sobre CBDCs é principalmente analítica”, afirmou ele.

“A falta de um ‘caso comercial’ concreto e atual para uma CBDC não nos impede de explorar, de forma séria, o design ideal de uma CBDC para que estejamos bem-preparados caso tomemos uma decisão política de emitir uma moeda digital”, continuou a dizer.

“Para tal fim, criamos uma força-tarefa para uma CBDC no sistema europeu.”

Ele continuou a explicar:

A maior parte do dinheiro emitido por bancos centrais já é, de fato, digital, embora não seja chamado de CBDC. Isso é válido para o volume de dinheiro emitido por meio de nossas operações de crédito para o atacado com nossas contrapartes.

Atualmente, o acesso ao balanço do banco central fornece a possibilidade de acesso a um dinheiro digital de banco central. O que pode mudar no futuro é o alcance das partes qualificadas para o acesso a nossos balanços de banco central. De fato, isso está no cerne da discussão sobre CBDCs.

Uma CBDC para o atacado, restrita a um grupo limitado de contrapartes financeiras, seria amplamente comercial, como sempre. Porém, uma CBDC para o varejo, acessível a todos, mudaria o jogo. Então, uma CBDC para o varejo é nosso foco principal.

Ressaltando que a “base legal” para tal iniciativa demandará um grande esforço, Mersch sugere que “uma CBDC para o varejo seria baseada em tokens digitais, que circularia de forma descentralizada — ou seja, sem um sistema de registro central — e permitiria anonimidade em relação ao banco central, parecida com o dinheiro”.

“Alguns argumentam que uma moeda digital baseada em token possa não garantir anonimidade completa. Se esse for o caso, resultará em questões sociais, políticas e legais”, continuou ele.

Um relatório publicado em janeiro pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS) – considerado por muitos como “o banco central dos bancos centrais” – descobriu que muitos dos bancos centrais do mundo estão criando iniciativas relacionadas a moedas digitais.

Ainda assim, esse estudo descobriu que muitas iniciativas ainda não progrediram além das etapas iniciais. O relatório afirmou: “no entanto, seus planos parecem adiantados em comparação a outras expectativas”.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui