Aceleração digital: consumidores aderem ao e-commerce e ao pagamento por aproximação

1675
pagamento por aproximação
[tempo para leitura: 4 minutos]

O comportamento do consumidor da América Latina e Caribe está mudando perceptivelmente em resposta à pandemia da COVID-19, favorecendo as transações de e-commerce e as tecnologias de pagamento por aproximação. Entre janeiro e março, mais de 13 milhões de portadores de cartão Visa de mercados-chave da América Latina e Caribe fizeram sua primeira transação de e-commerce ou fizeram esse tipo transação depois de uma pausa de mais de 15 meses.

Isso significa que dois em dez portadores de cartões ativos no e-commerce, entre janeiro e março de 2020, são novos no segmento, representando até 14% do total de contas Visa ativas em mercados importantes no período. Embora o impacto total da COVID-19 na penetração do e-commerce na América Latina ainda não esteja totalmente claro, os primeiros sinais destacam que o consumidor está migrando seus gastos para o e-commerce.

Segundo um estudo da Visa, embora estejam comprando muitos itens essenciais online, a maioria dos consumidores da região LAC sentem que certos tipos de compra exigem uma visita pessoal às lojas físicas, onde o pagamento por aproximação está se tornando o método preferencial. O número de cartões de pagamento por aproximação ativos da Visa triplicou no ano passado na região. Costa Rica e Chile lideram na adoção desse método de pagamento – mais de 50% dos pagamentos presenciais nesses países foram por aproximação.

Em 17 mercados da América Latina e Caribe, o número de transações por aproximação realizadas em lojas físicas ultrapassou a casa dos dois dígitos em março. Na Guatemala, as transações por aproximação representaram mais de 30% do total de transações Visa realizadas presencialmente. Em abril, a penetração da transação por aproximação na Colômbia e Paraguai aumentou mais de 20% em relação ao mês anterior e, no Panamá, 1 em 3 transações foi realizada com um cartão por aproximação.

Já no Brasil, o pagamento por aproximação alcançou o marco de 7 milhões de transações mensais Visa em dezembro de 2019, de acordo com a Visa Consulting & Analytics. Esse crescimento tem sido exponencial desde então, quando comparados os meses de março de 2019 com março de 2020, o crescimento do uso de cartões Visa com pagamento por aproximação no país foi cinco vezes maior de um ano para outro.

Voltando à pesquisa de LAC, realizada com consumidores no mês de abril em sete mercados da região, concluiu que o e-commerce e as experiências de pagamento por aproximação são vistos como opções mais seguras e saudáveis durante a pandemia. Além da praticidade e da segurança que sempre integraram a proposta de valor do pagamento por aproximação, ele ainda elimina o contato e possibilita que as partes se mantenham distantes durante a experiência de compra, principalmente em um momento em que o consumidor considera esses fatores prioritários.

“Os consumidores só mudam sua forma de comprar e pagar quando veem valor em fazê-lo. A pandemia mostrou rapidamente os benefícios do e-commerce e do pagamento por aproximação, influenciando o comportamento do consumidor no momento em que saúde, segurança e higiene são suas prioridades, seja em casa ou quando precisa sair para fazer compras”, diz Vanesa Meyer, head de Inovação e Design da Visa América Latina e Caribe. “A Visa está comprometida em ser a melhor forma de pagar e ser pago na América Latina e Caribe e em todos os lugares. Tal compromisso segue inabalável durante esta crise, quando estamos apoiando as formas mais seguras de pagar – seja da casa ou empresa do consumidor, via e-commerce, ou no ponto de venda”.

O estudo pesquisou 400 consumidores na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, República Dominicana, Peru e México para explorar os efeitos da pandemia nas atitudes e percepções do consumidor em relação aos seus pagamentos e gastos na América Latina e Caribe durante a pandemia.

O dinheiro é substituído à medida que a COVID-19 acelera as tendências de compra

Embora seja uma região onde a economia é tradicionalmente movimentada em dinheiro, a pandemia fez com que os pagamentos digitais e as compras online se tornassem um elemento mais frequente na vida das pessoas, acelerando a substituição do dinheiro em espécie ao mesmo tempo em que a tecnologia de pagamento por aproximação conquista a preferência de mais consumidores.

Outros insights do estudo da Visa sobre as percepções do consumidor:

  • Os pagamentos digitais têm sido o método preferencial de compra. Nos últimos três meses, os cartões de débito foram o método de pagamento preferido 72% das vezes, seguido do cartão de crédito (63%) e, por fim, o dinheiro (44%).
  • Os pagamentos centrados no consumidor (métodos mais digitais, como online, carteiras digitais, cartões, P2P etc.) já caminhavam para ser tendência. Desde o início da pandemia, porém, houve um aumento no uso de pagamentos com carteiras digitais e P2P (pessoa a pessoa) – respectivamente, o método de pagamento preferencial de 12% e 30% dos consumidores.
  • Na LAC, 17% dos consumidores usaram o pagamento por aproximação em sua última compra, dando preferência a essa tecnologia quando disponível, pois muitos mercados ainda estão em processo de implementação da tecnologia.
  • Os consumidores estão entendendo que comprar online é seguro (39% disseram que ‘evitar contato’ foi o critério para comprar online), mas só 26% dos pesquisados consideram essa a forma mais prática de comprar produtos e serviços.
  • Os consumidores da pesquisa compartilharam o que mudou em seus gastos: 59% estão comprando mais produtos de limpeza para a casa e 47% estão comprando mais serviços de streaming, se comparado ao consumo antes da pandemia.

Os aspectos qualitativos da pesquisa trouxeram insights a respeito dos humores dos consumidores indicando, por exemplo, que eles consideram as transações com cartão mais higiênicas e temem que o dinheiro esteja contaminado com o vírus da COVID-19. Mesmo quando usam cartões, eles se sentem inseguros em tocar nos terminais ou entregar os plásticos ao caixa ou entregador, o que os leva a preferir o pagamento por aproximação.

O crescimento do e-commerce e do pagamento por aproximação na América Latina e Caribe reflete as tendências globais identificadas pela Visa. Segundo o 2019 Global Commerce Unbound Report da Visa, mais de 50% dos fatores que influenciam a escolha do pagamento têm a ver com necessidades centradas no ser humano, como controle, conveniência, simplicidade e personalização.

Mundialmente, uma em três transações realizadas em checkouts na rede da Visa é por aproximação, contra uma em quatro no primeiro trimestre do FY19.

No final do segundo trimestre deste ano fiscal da Visa (janeiro a março de 2020), quase 60% das transações presenciais – desconsiderando os Estados Unidos – foram por aproximação. Mundialmente, esse tipo de transação cresceu mais de 40% em um ano.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui