Cinco pontos de atenção sobre o futuro nos meios de pagamento

1947
Cinco pontos de atenção sobre o futuro nos meios de pagamento
[tempo para leitura: 2 minutos]

O varejo é um dos segmentos que mais demandam inovação e eficiência nas soluções de formas de pagamento. Para falar sobre o tema, o Mercado & Consumo em Alerta reuniu Marcelo Azevedo, CFO do Grupo Boticário; Gueitiro Matsuo Genso, CEO do PicPay; Carlos Eduardo Brandt, chefe adjunto do Banco Central do Brasil e Breno Lobo, chefe de subunidade do Banco Central do Brasil para um debate virtual.

Com a mediação de Marcos Gouvêa de Souza, diretor-geral do Grupo GS& Gouvêa de Souza e de Arnaldo Blasques, cofundador da AJBlasques Consultoria, que possui anos de experiência no setor, o encontro gerou diversos insights que podem colaborar com diversos setores e segmentos.

1 – Revolução digital: o comportamento das pessoas foi totalmente alterado pela tecnologia e as interações entre pessoas e as instituições, entre elas o varejo, precisava de uma ferramenta mais dinâmica para suprir as dificuldades de uso e horários do dia para as transações e conciliação e prazo de recebimento na outra ponta;

2 – A infraestrutura do PIX permitirá uma descentralização bancária e alternativas aos adquirentes, permitindo maior competitividade e empoderamento ao varejo. Há também um caminho aberto para a criação de produtos financeiros;

3 – O Crédito será ressignificado. O varejo será o dono da informação e saberá avaliar a solvência de seus clientes. O próprio varejo poderá auxiliar a construir a vida financeira do seu consumidor;

4 – As possibilidade de compras touchless diminuem a fricção e tornam as operações mais ágeis e menos burocráticas, indo de encontro ao momento vivido com a COVID-19;

5 – A velocidade, disponibilidade 24/7, multiplicidade de casos de uso, conveniência para efetuar e receber o pagamento, informações agregadas, ambiente aberto para a adesão e a segurança irão diminuir a fricção, fraudes e problemas sociais que outros meios de pagamento podem causar.

Os participantes também compartilharam algumas dicas com a audiências, que listamos a seguir:

1 – O varejo terá acesso a informações mais robustas, rápidas, automatizadas e de fácil conciliação;

2 – Ferramenta ideal para pagamentos rápidos, sem grande necessidade de capital de giro;

3 – Para o e-commerce, a maior instantaneidade no processo torna mais ágil o processo de pagamento, reduzindo prazos de envio de produtos e melhor gerenciamento de estoques;

4 – O PIX tem potencial para reduzir sensivelmente o custo do varejo com o dinheiro;

5 – As barreiras de entrada permitirão um maior acesso aos varejistas para criarem engajamento de longo prazo com seus fornecedores e consumidores.

Enquete virtual

Durante o bate-papo a audiência foi convidada a participar de uma pesquisa virtual sobre as novas tecnologias para o varejo e o quanto as empresas estão preparadas para aproveitar as oportunidades geradas por estes novos modelos.

Para 28%, as empresas estão totalmente preparadas, com profissionais informados, planejamento e operações encaminhadas. Em segundo lugar, com 26% apontado como parcialmente preparada, com profissionais informados, pórem sem planejamento e operação estruturada. Na sequência 21% das pessoas acreditam que os profissionais estão informados, porém dependem de apoio externo para o planejamento e operação. Empresas pouco preparadas aguardando decisão sobre a adequação do negócio e nada preparadas, com a necessidade de mais informações para entender e adequar o seu negócio foram as duas menos votadas, com 12% e 14%, respectivamente.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui