Compra e venda de usados têm efeitos positivos nas transações realizadas em 2019

1156
Compra e venda de usados tem efeitos positivos nas transações realizadas em 2019
[tempo para leitura: 2 minutos]

O estudo Second Hand Effect, encomendado pela OLX Brasil e que analisa os efeitos positivos do comércio de bens usados, revelou que as transações feitas em 2019, por meio da plataforma, pouparam a emissão de 6 milhões de toneladas de CO2e na atmosfera. O volume representa o mesmo que parar completamente o tráfego de veículos na cidade do Rio de Janeiro por 14 meses ou interromper 5,4 milhões de voos de ida e volta entre a capital fluminense e Nova Iorque, nos EUA.

Essa quantia também pode ser equiparada com a interrupção por um ano de emissão de gases poluentes por cerca de 2,3 milhões de brasileiros ou de mais de 700 mil lares no país. Esses dados comprovam que é possível contribuirmos com um mundo mais sustentável.

Nos últimos meses, desde quando se deu o isolamento social por conta do avanço do coronavírus, o meio ambiente vem apresentando melhora no índice de emissão de dióxido de carbono para a atmosfera, que caiu 17% em escala mundial e 25% no Brasil, segundo estudo publicado na revista Nature Climate Change. No entanto, cientistas brasileiros acreditam que os números voltarão a piorar após a crise, já que a população retornará à rotina de antes.

“Os recursos do planeta são limitados e é responsabilidade de todos buscar formas de consumo mais sustentáveis e conscientes. Não podemos continuar consumindo do mesmo jeito e com a mesma intensidade por muito mais tempo, pois isso gera um volume excessivo de emissões de gases do efeito estufa. A compra e venda de produtos usados é uma das maneiras para diminuirmos o impacto ambiental de nosso consumo,” diz Andries Oudshoorn, CEO da OLX Brasil.

Os dados apresentados pelo estudo do Second Hand Effect são baseados no princípio de que, ao adquirir um item usado ou seminovo, a compra de um produto novo é evitada, e consequentemente, as emissões associadas à sua produção também. Além disso, o item usado vendido não será descartado e as emissões de gases relacionadas à gestão de seus resíduos também serão poupadas.

“Ao prolongar a vida útil de um produto, também prolongamos a vida do planeta. A prática do desapego não só contribui com o meio ambiente, como também possibilita renda extra para quem vende e preço mais acessível para quem compra. Uma simples atitude que traz muitos benefícios para todos”, completa Andries.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui