“A palavra de ordem agora é diminuir a complexidade”, afirma presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados

2117
Paulo Camargo McDonalds 1
[tempo para leitura: 2 minutos]

Antes de ser um negócio do Big Mac nós somos um negócio de gente. Foi assim que Paulo Camargo, presidente da Arcos Dorados (McDonald’s), deu início a sua participação no webinar promovido pela Mercado & Consumo na manhã desta quarta-feira (17). Segundo o executivo a principal preocupação da rede de fast food desde o início da pandemia causada pela Covid-19 foi cuidar das pessoas. Ao lado de Paulo Camargo estavam também Sergio Zimerman, CEO da Petz e Alessandra Restaino, superintendente de Produto e Marketing da Le Postiche.

No Brasil, o McDonald’s fechou os salões de todos os seus restaurantes no Brasil em 23 de março e passou a operar principalmente por delivery e drive-thru. Na época da decisão, a diretoria brasileira da marca ressaltou sua responsabilidade neste momento de pandemia do novo coronavírus. “Mesmo compreendendo que fornecemos um serviço essencial, as pessoas não pararam de se alimentar. Rapidamente nos adaptamos e introduzimos protocolos pensando na proteção dos nossos funcionários, clientes e comunidade”, disse Camargo. Outro ponto destacado pelo presidente da Divisão da Brasil foi a vantagem em fazer parte de uma empresa global e, com o avanço da crise, isso serviu para colaborar com as adaptações necessárias para o mercado brasileiro.

Durante a live, o executivo disse que hoje 80% das vendas em todas as lojas são provenientes do drive-thru e delivery e que o restante são de pessoas que entram e retiram os seus pedidos nos restaurantes que já estão de portas abertas. Ainda segundo Paulo Camargo, a rede foi resistente ao delivery, por entender que a entrega não iria propocionar a mesma experiência de sabor que a loja ou drive-thru oferecem. “Lutamos contra essa questão, mas no final entendemos que a maioria dos consumidores está disposta a abrir mão de algumas coisas em troca de conveniência e segurança”, explicou.

O McDonald’s segue se adaptando aos novos tempos. Em meio à pandemia da Covid-19, a rede anunciou o lançamento de kits que permitem aos clientes fazerem casquinhas do Méqui em casa. Vale ressaltar também que recentemente o McDonald’s Brasil anunciou parceria com a B2W, que permitirá a venda de produtos da rede de fast food na plataforma da companhia de comércio eletrônico, incluindo a Americanas. Este é mais um movimento da marca em se adaptar ao “novo normal” que o mundo vem estabelecendo em todos os setores. “Temos ampliado o nosso portfolio e estamos desenvolvendo diferentes parcerias para entregar soluções que descompliquem a vida das pessoas. A palavra de ordem agora é diminuir complexidade”, apontou o executivo.

Entre as medidas implementadas nos restaurantes McDonald’s que já estão de portas abertas, destacam-se o distanciamento social, a colocação de gel desinfetante nas entradas e saídas dos espaços, bem como em todos os quiosques virtuais, e a preferência pelos pagamentos ‘contactless’.

Este webinar contou com patrocínio da ACI Universal Payments, empresa com solução única e universal que oferece pagamentos em tempo real corporativos e de varejo.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui