Pesquisa: 78% dos consumidores gostariam de receber notificações sobre reabertura de lojas

1144
consumidores gostariam de receber notificações sobre reabertura de lojas
[tempo para leitura: 2 minutos]

Com o crescimento no número de estabelecimentos comerciais reabertos por conta da suspensão ou não prorrogação de decretos publicados por prefeituras e governos estaduais proibindo o funcionamento do comércio em meio à pandemia do novo coronavírus, a ShopFully, plataforma de geolocalização especializada em shoppers, que faz o acompanhamento de toda a jornada de compra do consumidor, do planejamento à aquisição, influenciando o fluxo de clientes nas lojas físicas e e-commerces, realizou uma sondagem para trazer informações sobre a percepção geral dos consumidores e quão dispostos eles estão para retomar os hábitos de compras.

A pesquisa, realizada entre os dias 08 e 10 de junho, ouviu pessoas de todas as regiões do Brasil, na faixa dos 30 aos 49 anos (65%), sendo a maior parte do público composta por mulheres (56,7%) e mostra que, apesar das medidas de flexibilização adotadas por grande parte dos estados e municípios, 62,6% dos entrevistados acreditam que o retorno à “normalidade” acontecerá apenas no ano que vem.

No entanto, quando o assunto é a retomada da rotina de consumo, o consumidor começa a dar demonstrações que está disposto a voltar para as lojas e centros de compras. De acordo com o levantamento, 78% das pessoas gostaria de receber notificações (push) com informações sobre a reabertura de lojas, assim como ofertas, mas 33,5% espera que todas elas estejam adaptadas e seguindo as medidas sanitárias como a fiscalização do uso de máscaras, oferta de álcool em gel e higienização de ambientes.

Quando questionados sobre os produtos que mais sentem falta de comprar nas lojas físicas, 25% dos entrevistados disseram que são os itens de vestuário. Por isso, lojas de departamento como Renner e Riachuelo estão entre as cinco mais mencionadas pelos consumidores quando perguntados de marcas/lojas gostariam de receber informações com ofertas. Os demais são as redes de varejo Assaí, Lojas Americanas e Atacadão que, por se enquadrarem nos serviços essenciais, permaneceram de portas abertas.

No que diz respeito ao comércio online, mesmo com a flexibilização de algumas medidas, muitas pessoas ainda pretendem manter os hábitos de compras digitais, segundo a ShopFully. Para 58,3% dos entrevistados, sempre que houver uma boa oferta, a opção será pela compra no varejo eletrônico.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui