Segundo VP de Marketing e Ambientes Digitais da Tecnisa, a era dos palpiteiros de plantão acabou

1870
Romeo Deon Busarello (1)
[tempo para leitura: 2 minutos]

Para Romeo Busarello, o perfil do novo profissional de Marketing exige formação além das disciplinas expostas nas universidades.o Executivo fez essa afirmação durante sua participação em webinar promovido pela Mercado & Consumo na manhã desta sexta-feira (19), ao lado de Fabio Neto, diretor de Marketing da brMalls; e Allan Barros, CEO da Pullse. Segundo ele, as grades das escolas estão muito descasadas com a realidade do profissional de Marketing. “As escolas não são mais os únicos lugares onde você aprende e a empresas não são mais os lugares onde você trabalha”, disse.

A principal característica do Marketing moderno é que ele está cada vez mais guiado por dados, analítico e ancorado ao cognitivo. Para o também do Insper e ESPM, a mudança pela qual o Marketing está passando acompanha outros modelos de negócios que precisam se reinventar a cada nova ferramenta, plataforma ou concorrente lançado no mercado. Além disso, mudanças em relação ao trabalho dos executivos de Marketing incluem o fim dos palpites e achismos nas estratégias corporativas. “Hoje é preciso ser um executivo de conversão e saber quais são as competências necessárias para cada negócio. A era dos palpiteiros acabou. Chegou a vez do mate-marketing”, disse Busarello que acredita ainda que o conhecimento em matemática é fundamental para se manter competitivo.

Nesta linha Romeo citou as martechs, basicamente uma startup de tecnologia que resolve problemas de marketing. Ele conta que hoje a Tecnisa conta com 42 martechs plugadas ao negócio da empresa e que no final do dia gera dados que são fundamentais para entender os próximos passos da companhia. “A matemática, no marketing, se tornou um processo muito forte. O conteúdo hoje se tornou a maior publicidade”, disse.

O profissional citou também a questão etária que existe com os profissionais de Marketing. Ele explicou que a área tem um preconceito criminoso com o profissional com mais de 50 anos e aconselhou a audiência ao citar que o “profissional não pode ser mono carreira, ele precisa de um ponto de apoio”.

Sobre diversidade, Romeo Busarello foi enfático ao dizer que o necessário dentro das empresas. Diversidade esta além do gênero e racial, que já existe bem equilibrado dentro do universo de Marketing. Para ele, a barreira que precisa ser quebrada, ou melhor explorada, é a diversidade relacionada a idade dos profissionais. “Marketing está associado à vitalidade, energia e explosão que por vezes é atribuído ao profissional jovem”, concluiu.

Este webinar contou com patrocínio da ACI Universal Payments, empresa com solução única e universal que oferece pagamentos em tempo real corporativos e de varejo.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui