Qual a forma mais rápida de enviar dinheiro ao exterior?

14
[tempo para leitura: 4 minutos]

Niterói 24/6/2020 – Existem muitas opções para quem precisa realizar transferências internacionais. As principais são: Ordem de pagamento, transferwise e empresas de remessa.

Neste texto, serão citadas as formas de enviar dinheiro ao exterior, com suas características e destacando quanto tempo leva para concluir o processo. Será orientado a quem estiver lendo a se planejar e estudar a melhor forma de fazer a operação.

É cada vez mais comum que brasileiros precisem enviar remessas de dinheiro para fora do país. Em especial neste momento de pandemia que levou muitas pessoas a ficarem impedidas de voltar para casa.

O problema é que são muitas as opções e nem sempre elas são simples ou baratas. O processo mais conhecido, via agências bancárias tradicionais, envolve uma série de protocolos burocráticos e taxas que podem ser bem salgadas.

Por outro lado, há opções bastante vantajosas e simples de serem executadas no universo digital. Por meio dessas ferramentas é possível fazer os envios rapidamente, sem sair de casa.

Este texto vai elencar algumas possibilidades. A ideia é ajudar quem precisa fazer essa movimentação a planejar a maneira mais rápida e segura que atenda à sua necessidade: seja auxiliar um parente ou realizar um pagamento e/ou investimento fora do país.

Ordem de pagamento

O método mais conhecido envolve os bancos tradicionais, ideal para quem prefere realizar esses procedimentos fora do mundo virtual.

Para optar por uma transferência bancária por ordem de pagamento é preciso que o beneficiário tenha uma conta bancária no exterior para receber o dinheiro.

Para efetuar essa transação, basta ir a qualquer agência bancária onde possui conta e solicitar o envio de dinheiro. Não há valores máximos e mínimos e o dinheiro fica disponível no mesmo dia na agência bancária de destino.

Serão solicitados dados pessoais e o código do banco de quem vai receber, o código SWIFT, que garante a comunicação entre os dois bancos: o que envia e o que recebe.

A grande desvantagem desse processo é que ele é bem caro e envolve custos das duas partes.

Isso porque os bancos costumam cobrar uma taxa que pode chegar a R$ 150, além disso, ainda tem as despesas com o código SWIFT e os impostos inerentes à transação.

Sendo assim, antes de optar pela ordem de pagamento, é importante pesquisar todos os valores junto ao banco em que se é acionista para garantir que a despesa cabe no orçamento.

Vale posta eletrônico

É uma alternativa que não envolve bancos. Trata-se de um serviço disponibilizado pelos Correios, que permite enviar ou receber quantias de 41 países, desde que feitas em dólar ou euro.

O dinheiro é postado ou recebido em agências postais credenciadas no exterior. O procedimento é realizado dentro de um prazo de aproximadamente 15 dias úteis.

Ao optar por essa alternativa, o emissor deverá pagar 1,5% do valor da remessa, não importando para qual país está enviando.

Transferwise

Como já foi dito, o meio mais barato para realizar o envio de remessas de dinheiro para fora do país são as plataformas digitais. Uma delas é a Transferwise, que permite o envio e recebimento de dinheiro para mais de 60 países.

Ao fazer o cadastro (que não leva mais do que 5 minutos) na página, será possível fazer a movimentação de forma rápida e segura. O dinheiro pode levar até três dias para cair na conta do beneficiário, dependendo do horário que a transação for feita.

Não há cobrança do serviço de SWIFT porque a empresa trabalha com parceiros locais nos países de origem e destino da remessa. Também não há custo com taxa de câmbio, o dinheiro é convertido de acordo com o câmbio comercial de mercado.

Western Union

Trabalhando com envio de dinheiro para o exterior desde a década de 80, a Western Union é a plataforma on-line mais tradicional do mercado, atuando em mais de 200 países ao redor do globo.

A empresa atua como uma intermediária para a transferência de aportes financeiros entre países. As transações podem ser feitas diretamente nas agências parceiras no mundo todo, por telefone ou no conforto do lar, pela internet.

As taxas cobradas pela Western Union variam de acordo com o valor a ser enviado, o local de envio ou recebimento e o método de pagamento selecionado.

Existem taxas aplicadas na hora do pagamento, além do custo de conversão da moeda e do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Banco Inter

Outra opção interessante é a transferência internacional do Banco Inter, disponível para correntistas, apenas pelo aplicativo.

Para realizar a transação o banco cobra uma taxa de transferência de R$ 50 mais o IOF. Além disso, a taxa de câmbio do Inter considera um custo em cima do câmbio comercial. Também há custos potenciais do beneficiário, dependendo do banco de destino.

A transferência pode ser feita por e-mail ou telefone. Por e-mail, há o limite anual de R$ 20 mil ou o equivalente em outras moedas, para envios superiores a esse valor, é necessária a comprovação de renda.

Remessa online

A Remessa Online é uma plataforma digital criada em 2016 que permite enviar ou receber dinheiro sem precisar sair de casa. Toda a transação é feita via internet e o dinheiro será disponibilizado na conta do beneficiário em 24h.

A cotação é feita com base no câmbio comercial e há uma taxa de transação de 1,3% mais o IOF. Em transferências inferiores a R$ 2.500 também há o custo com a tarifa bancária.

Website: https://www.remessaonline.com.br/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui