Cinco lições sobre o mercado de Moda e que podem ser aplicadas em outros setores

1210
Cinco lições sobre o mercado de Moda e que podem ser aplicados em outros os setores
[tempo para leitura: 2 minutos]

Durante a manhã de hoje (26 de junho), o Mercado & Consumo em Alerta trouxe mais uma vez um time de líderes que inspiram não só os setores em que atuam, mas também demais empreendedores que buscam se atualizar diante das transformações que o mundo vivencia.

Para falar sobre inovação e reinvenção do varejo de moda, Luiz Alberto Marinho, sócio-diretor da GS&Malls e Beth Furtado, CSO da GS&MD Conteúdo e Relacionamento mediaram o debate com Florence Scappini, diretora de Marketing e Perfomance de Canais Digitais da Netshoes; Fernanda Romano, diretora executiva de Marketing da Alpargatas ; Andréa Sanches, diretora de Marketing da Marisa; e Sandro Bertotti, executivo de Transformação Digital.

Como já é tradição, o encontro virtual gerou alguns insights, que foram compartilhados com a audiência e listados a seguir:

1 – A tendência e necessidade de ominicanalidade antecede a Covid-19, porém este processo foi potencializado e antecipado. É importante preparar a equipe de varejo (franqueados, vendedores etc…) para o atendimento e pós-venda. Os que representam as marcas precisam entender as dificuldades e apoiar o consumidor para que tenham segurança na transição entre canais, diminuam a fricção de vendas e assim conquistem a fidelidade do cliente. A ominicanalidade é antes de tudo uma mudança de cultura amparada pela tecnologia;

2 – Vivemos um processo de mudança em todas as formas de viver, de comer, se exercitar, socializar, trabalhar e consequentemente as necessidades do consumidor e sua jornada também mudaram totalmente. Em momentos como este, marcas e empresas precisam ser ágeis e adaptar seu conteúdo e formato de comunicação, mix de produto, plataforma e pós-vendas para atender este novo padrão de consumo;

3 – Precisamos entender que a integração homem-tecnologia é uma realidade e o que era uma opção virou um pedágio que não tem mais volta. A tecnologia é um meio e as empresas precisam saber usar estes recursos;

4 – Em relação à experiência nas lojas físicas, o primeiro momento foi a preocupação com a segurança da equipe e dos consumidores, com a adaptação das lojas, criação de normas de segurança e higiene etc. Agora o momento é outro, o foco é como ter espaço, agilidade de atendimento e principalmente conscientizar funcionários e consumidores da importância em respeitar estas normas. E tudo isso sem esquecer em proporcionar experiência e benefícios ao consumidor para que eles se sintam seguros e também atraídos a retornar as lojas;

5 – Um projeto de transformação digital requer um estudo, não é algo que se resolve de uma hora para outra, quando você implementa um projeto de tecnologia sem estratégia e objetivos definidos, pode trazer muito mais problemas que soluções. Se faz necessário um planejamento estratégico, um plano de implementação e um amparo da direção da empresa, não apenas limitados a áreas e profissionais de tecnologia.

Este webinar teve patrocínio da ACI Universal Payments, empresa com solução única e universal que oferece pagamentos em tempo real corporativos e de varejo.

* Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui